• FAMAM
  • Ceclin
abr 11, 2019 0 Comentário


Vitória se consterna com grave colisão no trânsito

Mãe e filha seguiam para sua residência na cidade do Moreno (RMR). Josenilda havia pegado Kalliny que acabara de largar do colégio em que estudava. Foto: Cortesia/Leitor

TRAGÉDIA - Mãe e filha seguiam para sua residência na cidade do Moreno. Josenilda havia pegado Kalliny que acabara de largar do colégio em que estudava. Foto: Cortesia/Leitor

A Avenida Henrique de Holanda, próximo aos semáforos situados na altura do Posto Petrobrás, perímetro urbano da Vitória de Santo Antão, foi palco de uma trágica colisão no início da tarde desta quinta-feira (11/4). Mãe e filha estavam trafegando em uma motocicleta quando foram atingidas por um veículo Corolla de Placa PGP-0993.

Kalliny Vitória de Souza SilvaUma garota de 12 anos, Kalliny Vitória de Souza Silva estava na garupa da moto e na colisão acabou arremessada para outra faixa da avenida, sendo atropelada por um caminhão caçamba carregado de areia. Ela teve seu corpo tragicamente dilacerado e partes espalhados pelo asfalto. A mãe dela conhecida por Josenilda, 40 anos, também tombou na pista durante o impacto e sofreu fratura exposta na perna. Josenilda foi socorrida pelo SAMU até a Emergência do Hospital João Murilo, que fica próximo ao local do fato, e logo depois foi transferida para o Hospital Otávio de Freitas, no bairro de Tejipió, na Zona Oeste do Recife.

Informações de testemunhas que presenciaram o trágico episódio atestam que o motorista do Corolla fez uma manobra indevida utilizando-se da faixa contrária a que dirigia e imprudentemente se chocou com as vítimas. Consultado no site oficial, o Corolla possui multas no DETRAN-PE por excessos de velocidade e uso de celular quando conduzia o citado veículo em diversas localidades do Grande Recife.

Mãe e filha seguiam para sua residência na cidade do Moreno (RMR). Josenilda havia pegado Kalliny que acabara de largar do colégio em que estudava.

Viaturas da Polícia Militar (PM) contiveram a revolta popular no local e o trânsito passou por retenções. O condutor do Corolla evadiu-se do local e a depredação do veículo foi evitada acertadamente pela PM, pois se trata de elemento de prova pericial. Já o motorista do caminhão foi localizado nas redondezas pelos policiais, indicando que após deixar o caminhão ele quis prevenir-se de possíveis represálias da multidão que se aglomerou no local da colisão.

As redes sociais de Vitória e da região ficaram bombardeadas por inúmeras informações que chegavam da tragédia. Consternados, os cidadãos de Vitória mostraram-se chocados com as imagens e um cinturão de compaixão foi formado pelos internautas. O Sistema Educacional Radar, escola que a garota estudava, decretou luto e suspendeu suas atividades para esta sexta-feira (12).

Versão do Acidente
De acordo com mais detalhes de testemunhas, um carro que vinha na contramão quase colidiu com uma motocicleta, antes de bater na moto onde estavam mãe e filha. Com o impacto, a mãe bateu no pára-brisa do carro e a filha foi arremessada. Em seguida, um caminhão caçamba carregado de areia, que vinha logo atrás, atropelou a adolescente, que morreu no local.

 LEIA TAMBÉM:

Pirituba registra execução de um jovem na quinta-feira (11/4)