• Ceclin
dez 19, 2008 5 Comentários


Voto aberto na Câmara de Vitória será exercido

57% dos internautas não indicariam Aglaílson para presidente da Câmara.
Qual o verdadeiro sentido da democracia?

Qual o direito mais relevante e libertário que o direito de escolha?

Nenhum deles é tão relevante, ou representa tão bem o sentido da liberdade que o Direito de Escolha!

Portanto, meus amigos leitores, vivemos mais um capítulo da nossa pitoresca Vitória de Santo Antão, a escolha do presidente da Câmara Municipal, para a próxima legislatura. Meus amigos, essa escolha cabe somente aos vereadores eleitos no último pleito, eles foram eleitos pela vontade soberana do povo, e por ele e a bem dele devem representar sua vontade em sua missão sublime de verear, no sentido mais completo da palavra latina, que num País de analfabetos, muitos nem sabem de seu real significado, por omissão de seus governantes, que trataram a educação como se fosse bem privado, e privilégio de poucos, mas tudo pode ser diferente…

Uma Câmara de Vereadores forte, coesa, com oposição e responsável (como deve ser), pode muito bem contribuir para o desenvolvimento do Município de forma equilibrada, em uma correlação de forças bem aplicadas dentro de um contexto político favorável ao desenvolvimento, ao invés de tentar barrar projetos de interesse da sociedade por pura perseguição política, fazendo assim uma oposição irresponsável e de interesse próprio.
O dever do presidente da Câmara não é somente conduzir os trabalhos, mas dar viabilidade e visibilidade aos projetos (sejam de que lado for) é chamar para si a responsabilidade do debate público junto à sociedade para a melhoria da mesma.
Na penúltima semana provoquei o nosso Blog a lançar a Enquete:
Em quem você não apostaria para presidente da Câmara da Vitoria?
O resultado foi surpreendente no sentido de que o vereador mais votado foi o que teve maior rejeição entre os internautas, porém sabemos que seu eleitorado não é bem este, mas o que realmente foi provocado foi o fato de o internauta saber ou não o valor e a importância do Presidente da Câmara Municipal.
Pelo resultado o vereador eleito José Aglaílson (PSB) obteve 57% de rejeição, contra 17% do vereador eleito Pedro Queiroz (PPS), outros internautas por 15% não indicariam o vereador Mano Holanda (PMDB), e o restante 8% votaram no vereador Everaldo Arruda (PSDB).
A depender das últimas declarações do vereador eleito José Aglaílson (PSB) que afirmou em uma de suas emissoras de rádio que abre mão de sua postulação a favor da indicação do aliado vereador André de Bau (PMN) para a presidência da Casa, isso indica a possibilidade da busca do consenso naquela Casa Legislativa.
Então meus amigos, vamos torcer para que em 1º de Janeiro o bom senso, a hombridade, o desapego ao poder e a vaidade política fiquem de lado deste processo. Vamos rogar ao Divino que ilumine a consciência destes que comandaram o poder público pelos próximos quatro anos, para que as desiqualdades, injustiças e as destemperanças possam ser combatidos de forma equilibrada e republicana.
Feliz Natal e que Deus nos ajude!
por Vandson Cássio,
Editor do Blog.