Ceclin
jul 06, 2021 0 Comentário


Vitorienses agora podem avisar a Prefeitura por WhatsApp focos da Dengue

A Secretaria de Saúde e Bem-Estar da Vitória de Santo Antão está disponibilizando uma nova ferramenta para ajudar no combate ao Aedes Aegipty, causador de arboviroses como Dengue, Zika e Chikungunya. A partir de agora, a população pode fazer denúncias sobre focos do mosquito transmissor através do ‘ZapFoco’, pelo número (81) 9 8844-1585. 

O WhatsApp é uma forma de intensificar o combate às arboviroses. Através dele, as pessoas poderão enviar fotos e informar locais onde haja acúmulo de água parada. Assim, será possível realizar ações específicas para evitar a proliferação do mosquito.

“Desde o início da gestão, estamos empenhados no combate ao Aedes Aegypti. Agora, vamos intensificar os trabalhos, convocando também a população para colaborar conosco de maneira mais atuante através do novo canal, que é exclusivo para denúncias de foco”, destaca o secretário de Saúde e Bem-Estar, Eudes Lorena.

Por conta das subnotificações em 2020, causado principalmente pelo isolamento social trazido pela pandemia do novo coronavírus, quando as pessoas evitaram procurar as unidades de saúde, este ano está tendo um aumento considerável das arboviroses no município, seguindo uma tendência nacional. Os números mostram que em 2020 foram notificados 124 casos de dengue e 28 de febre Chikungunya. Apenas nos seis primeiros meses de 2021, os números de notificações de dengue passaram para 725 notificações e outras 277 de febre Chikungunya.

Além do ‘ZapFoco’, a Secretaria de Saúde e Bem-Estar da Vitória de Santo Antão vem realizando, desde janeiro, diversas ações de combate ao Aedes Aegypti. Outra medida é a criação do projeto Sextou Sem Mosquito. Todas as sextas um bairro da cidade receberá um mutirão com atuação da Vigilância em Saúde Ambiental, agentes de combate às endemias e equipes da Secretaria de Serviços Públicos.

Nos locais, será realizado recolhimento de entulhos, vistorias e conscientização sobre a importância do combate à proliferação do mosquito. O projeto tem início depois do sucesso da força-tarefa realizada em outras localidades. “Manter a população saudável é um dos compromissos da nossa gestão, que já foi reconhecida como de excelência pela OPAs/OMS pelo trabalho desenvolvido contra a Covid-19. Vamos continuar trabalhando fortemente nessa necessidade do nosso Município”, explica o prefeito Paulo Roberto (MDB).

Em paralelo, continuam sendo realizadas as aplicações da Ultra Baixo Volume (UBV), conhecidos como fumacê. Em Vitória, mais de 17 bairros e 175 quarteirões receberam a aplicação do produto que tem a função de eliminar o Aedes Aegypti na fase adulta.