• Ceclin
set 02, 2008 1 Comentário


Vitória sem Drogas

Excepcionalmente louvável a iniciativa do comando do 21º Batalhão da Polícia Militar, em operacionalizar mobilização de toda sociedade civil organizada numa ação visando alertar os jovens de todas as camadas sociais (escolas públicas e privadas) do flagelo atual que representa o uso de drogas, lícitas e ilícitas.
Atualmente a mídia procura dar cada vez maior dimensão as ações policiais quando acontecem acidentes vitimando pessoas, principalmente crianças, em casos popularmente batizados de “bala perdida”, induzindo a população menos informada a criar imagem distorcida das polícias civil e militar.
Para conseguir apoio e cobertura jornalística para ações de cidadania, de prevenção ao uso de drogas e diminuição da violência, a dificuldade é enorme e a falta de interesse ocasiona inclusive retardamento do início de horário da solenidade de abertura do evento, por atraso da chegada de repórteres e cinegrafistas que deveriam estar ali para fazer a cobertura. Assim a população fica a mercê de manchetes sensacionalistas de violência e tiroteios, deixando de ser informada de eventos concebidos para seu engajamento e participação, apoiando autoridades comprometidas com o bem estar social.
O primeiro passo foi dado. Pelo que vimos a sociedade se mobilizou e contribuiu, é de se esperar que as ações tornem-se sistemáticas e sob o comando de pessoa íntegra e com muita responsabilidade, senão, fatalmente será esquecida ou adotada por algum político que tentará tirar proveito e assumir indevidamente a paternidade da idéia, até então cidadã e plenamente confiável.
Ninguém mais que os jovens nesse momento, carecem dessa advertência feita nas palestras.
Foram muitas perguntas formuladas, foram muitas dúvidas e questionamentos, foi desesperador o grito de socorro de muitos adolescentes e também dos professores. Essa operação não pode parar. Não, não pode. A juventude não pode ser abandonada, entregue a ação de gangues de delinqüentes infratores, vândalos, rebeldes, irresponsáveis e acima de tudo audaciosos.
Que Deus abençoe todos os que participaram dessa iniciativa até agora, dando força e aumentando o compromisso para novas etapas que esperamos vir com a mesma determinação e garra. Que toda comunidade vitoriense apóie e incentive essa luta e que o vício, as drogas nunca tenham o que comemorar nessa batalha do bem contra o mal.

por Valdemiro Cruz
Pastoral Carcerária.