Ceclin
fev 02, 2016 0 Comentário


Vitória de Santo Antão 2015 com R$ 200.943.961,19 – Novo Record!

??????????Por Elias Martins

 

Inflação 2015 – 10,67%;  Crescimento 2015 – 4,22%

Inflação Acumulada 2009/2015 – 55,31%;

Crescimento Acumulado 2009/2015 – 123,69%

Receita Nominal Acumulado 2009/2015 – R$ 1.050.181.208,19

Confira abaixo a série histórica da receita do Município da Vitória de Santo Antão nos últimos 07 anos da desastrosa Administração Elias Lira (PSD):

O prefeito Elias Lira e sua equipe de secretários ainda têm a cara de pau em falar de redução de receita.    Você leitor, está desafiado a encontrar uma redução de receita no quadro acima.

O prefeito Elias Lira e sua equipe de secretários ainda têm a cara de pau em falar de redução de receita. Você leitor, está desafiado a encontrar uma redução de receita no quadro acima.

Ainda assim a Prefeitura de Vitória detém suas contas de gastos com pessoal estourada (5 em 9 quadrimestres) do segundo mandato. Fechou Dezembro de 2015 com 58,30%.

Se a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) fosse colocada em prática efetivamente, pelo Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE) e Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão, o Sr. Elias Alves de Lira não seria prefeito de nossa cidade desde o primeiro semestre de 2012, quando de sua primeira condenação pelo TCE de descumprimento da LRF.

Agora são 15 quadrimestres estourados em 21, já com cinco punições, e apenas multas de R$ 18 mil cada.

Além disso, Lira entra no seu ultimo ano de mandato fazendo o Município dever R$ 19.796.734,87 à fornecedores.

Em 2012 não poderia deixar dívidas para o próximo mandato.  Deixou R$ 7.658.983,01 e acaba de ser aprovada as contas em 26.11.2015, sem nenhuma referência ao fato, por parte dos Auditores (Art. 42 – LRF).

Some-se aos mais de R$ 40 milhões de dívida com o VITORIAPREV

IRRESPONSABILIDADE intermitente.

Por traz de tudo isso, temos uma orgia de nomeações, observe:

Contratos PMV

Ozias Valentim, o homem das movimentações de pessoal.  Suas movimentações consumiram R$ 140.547.405,53 da receita de R$ 735.706.115,92 no mesmo período.  Tudo obrigatoriamente passou pelo seu gabinete. Gestão responsável se faz assim?

Paulo Roberto Arruda, o grande investidor de Cultura. Observem os números consolidados abaixo:

contas PR Cultura

A coluna Adm Geral é basicamente folha; Difusão Cultural é tudo que foi gasto com shows ao longo dos últimos sete anos.  Em pró de que, ou de quem? Cultura se faz assim?

A apresentação destes dois pretensos sucessores mostra que não vai mudar nada nos próximos cinco anos. Ou pode piorar?

OZIAS VALENTIM ou PAULO ROBERTO?

Minha opinião – Vitória de Santo Antão não merece!

 Martins Colunista

 

Por Elias Martins, colunista do Blog