• Ceclin
mai 02, 2019 0 Comentário


Vice vai assumir diante da renúncia do prefeito de Bezerros

O prefeito Branquinho (PSB) anuncia em coletiva a sua renúncia e confirma sua saída para a ARPE. Foto: Bezerros Hoje

O prefeito Branquinho (PSB) anuncia em coletiva a sua renúncia e confirma sua saída para a ARPE. Foto: Bezerros Hoje

Breno e BranquinhoApós vários meses de especulações, o prefeito de Bezerros, Severino Otávio (PSB), conhecido como Branquinho, renunciou ao cargo na manhã de hoje (02/5). A renúncia aconteceu durante uma reunião com todos os secretários do Município e depois foi confirmada há poucos minutos em uma coletiva de imprensa. A informação do afastamento definitivo do prefeito surpreendeu.

Branquinho deve assumir a presidência da Agência Reguladora de Pernambuco (ARPE) nos próximos dias. Já o vice-prefeito Breno Borba, com esse “mini-mandato”, poderá ser candidato mais uma vez em 2020, sem direito à reeleição em 2024.

Segundo o site Bezerros Hoje, a renúncia do prefeito Branquinho era esperada nos Bastidores da Política de Bezerros e teria sido costurada durante o processo que reconduziu o prefeito para mais um mandato em 2016. Houve uma clara frustração por parte do grupo do vice-prefeito Breno Borba naquele ano, que já estava com a sua candidatura colocada. O prefeito acabou contrariando os próprios prognósticos ao peitar ir para o processo. Nos discursos, durante as eleições de 2012, Branquinho afirmava categoricamente que não buscaria a reeleição e que encerraria a sua vida pública como Prefeito de Bezerros.

“Os planos políticos do prefeito Branquinho foi preparar o seu vice-prefeito para a sua sucessão. Ele teria avaliado em 2016 que Breno não estaria preparado para conduzir aquele processo e por isso se permitiu a ir para o sacrifício buscando mais um mandato. Agora o prefeito deve auxiliar Breno para que ele possa dar continuidade as ações do Governo se firmando para disputar a reeleição em 2020″, analisou o site.