Ceclin
out 05, 2020 0 Comentário


Vereadora de Chã Grande diz que tentativa de cassar seu mandato é trama política

A vereadora Danielle Chrystine Alves de Lima Oliveira (PDT) tomou conhecimento pela imprensa de que seria aberto um processo na Câmara de Vereadores de Chã Grande recomendando a cassação do seu mandato por supostas faltas a reuniões.

Em nota enviada ao A Voz da Vitória, a vereadora esclarece que isso já foi tentado anos atrás por um vereador como forma de intimidação após várias denúncias de desvios que estariam acontecendo na Prefeitura de Chã Grande. Segundo ela, na época, acompanhando sua filha que havia realizado cirurgia e por essa razão precisou faltar a reuniões na Câmara de Vereadores e que após apresentar os documentos comprobatórios o processo foi arquivado pela Câmara de Chã Grande.

“Infelizmente, meses atrás após denunciar um vereador que teria incitado a população a ‘jogar água quente’ em mim, o fato foi denunciado ‘anonimamente’ e o assunto voltou a ser discutido novamente”, disse Danielle Alves candidata a reeleição. A nota ainda esclarece que ela segue fazendo sua campanha normalmente e que confia em Deus e na Justiça de que os fatos serão devidamente esclarecidos.