Ceclin
jan 23, 2012 2 Comentários


Vereadora de Chã Grande denuncia irregularidades na entrega de casas populares

A Vereadora de Chã Grande, Danielle Alves, conta que ficou surpresa com a notícia de que finalmente o Prefeito de Chã Grande, Diogo Alexandre, iria entregar as casas do Loteamento Alfredo Alves de Lima, popularmente conhecido como “Morada Nova”.

Uma pequena retrospectiva comprova que no ano de 2009 preocupada com o descaso e o atraso na entrega das casas pelo Prefeito, denunciou o caso ao Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ao Ministério Público, conforme pode ser verificado no site do TCU (http://portal2.tcu.gov.br/TCU).

Há aproximadamente 15 dias, convocada por moradores que não possuem casas, a parlamentar esteve na “Morada Nova” e conversou com a população e aproveitou para tirar novas fotos do local mostrando o atraso na entrega das casas. Ela afirma que estava preparando uma nova denúncia para os órgãos competentes cobrando a entrega das casas.

“Surtiu o feito esperado, pois para minha surpresa o Prefeito Diogo Alexandre anunciou durante toda esta semana a entrega de 151 (cento e cinquenta e uma) casas populares, pois temia que voltássemos a denunciar o atraso de mais de 4 anos na entrega das casas”, ressaltou.

Contudo, Daniella Alves questiona o número de 151 casas, tendo em vista que em 05 de setembro de 2009, a propaganda do Prefeito Diogo Alexandre fazia a promessa de entregar 233 (duzentas e trinta e três) casas à população. “Pergunta-se ao Prefeito Diogo Alexandre onde estão as 82 (oitenta e duas) casas que estão faltando para fazer 233?”, indaga.

“O Prefeito precisa explicar à população onde estão essas casas que foram prometidas na sua propaganda e que não foram entregues, mesmo porque nossa cidade ainda possui muitas famílias que ainda não tem casa para morar ou mesmo residem em local de risco”, provoca.

Ontem pela manhã (22), o Prefeito Diogo Alexandre em seu discurso afirmou que “teve um prejuízo” de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil Reais) com a reconstrução das casas da “Morada Nova”. A vereadora conta que quando ouviu o discurso de Diogo Alexandre perguntou por que ele teve prejuízo. “O dinheiro é dele ou da população? E as pessoas que passaram mais de 4 anos sem receber suas casas diante da incompetência do atual Gestor?”, continua indagando.

Ela se comprometeu denunciar a falta de calçamento, materiais de baixa qualidade nas casas e a falta de iluminação no local, além segundo ela, de outras irregularidades da atual gestão. “Estou também preparando uma nova reportagem em que mostrarei onde estão as 82 (oitenta e duas) casas que estão faltando”, prometeu.