• Ceclin
fev 18, 2009 9 Comentários


Vereador José Aglaílson pede licença de 120 dias

Sessão Plenária do dia 17.02.2009

Ausentes os Vereadores:

Zé do Povo – PSB (2 ausências) em 3 sessões
Everaldo Arruda – PSDB
Geraldo Enfermeiro – PSB

O plenário estava com uma boa lotação, apesar de não ter matérias de grande relevância.

Leitura da ata anterior pelo 2º secretário Frazão, que ao termino apresentou requerimentos ao Prefeito de benefícios as comunidades assistidas pelo mesmo.

O vereador André de Bau (PMN), subiu a tribuna para apresentação de justificativas da sua defesa pelo voto no presidente Mano Holanda (PMDB), deixando transparecer uma devolução do voto dado pelo atual presidente ao seu pai em 1994, elegendo Bau, quando o mesmo era considerado oposicionista ao então governo Elias Lira. Apresentou também requerimento para o Executivo, para saneamento e pavimentação das localidades Loteamento Irã (Buraco de Bau 1) e Loteamento de Bau (Buraco de Bau 2). Os loteamentos são locais totalmente inadequados para instalação de conjuntos residenciais.

O Presidente foi a tribuna para pedir voto de aplauso ao Senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) pelo seu posicionamento dentro do Congresso, buscando o resgate das origens pemedebistas.
Apresentou também voto de aplausos ao Secretário de Turismo, Cultura e Esportes, Bel. Paulo Roberto, acompanhado pelo vereador Pedro Queiroz (PPS). Falou também da filiação da Câmara de Vereadores a UBV – União Brasileira de Vereadores, passando a nossa Câmara a ter mais um parceiro com orientações técnicas disponíveis para o bom andamento das atividades legislativas.

Ao pedir um aparte, o vereador Pedro Queiroz falou da preocupação com a questão do voto do Desembargador Marcos Loureto, que decidiu pelo fim das verbas de gabinete dos vereadores de todo o Estado de Pernambuco, diante das acusações de irregularidades gravíssimas praticadas pela Câmara de Vereadores do Recife. O plenário acompanhou o voto do Desembargador Marcos Loreto, cuja decisão, 0088/09, encontra-se disponível no Diário Oficial do Estado, em 12.02.2009, dando 90 dias para que todas as câmaras se adequem.

Projetos apresentados:

Executivo:
Adequação dos salários da Prefeitura para o novo salário mínimo de R$ 465,00. Unânime.

Legislativo:
Adequação dos salários da Prefeitura para o novo salário mínimo de R$ 465,00; Unânime.
Revogação dos cargos de gabinete de vereadores; 5 favor – 2 contra
Pedido de Licença de 120 dias para tratamento do coração (CID 1.25) feito pelo Vereador José Aglaílson; Unânime.
Criação de mais um cargo de Procurador da Câmara, com salário de R$ 5.500,00. 5 favor – 2 contra

Todos aprovados.

Próxima sessão em 26.02.2009 (Quinta-feira) após o carnaval.

por Elias Martins,

Colunista do Blog.