Ceclin
mar 21, 2011 3 Comentários


Vereador de Passira denuncia que prefeitura quer pagar salário abaixo do mínimo


O prefeito do município de Passira, Miguel Gomes de Freitas (PP), se recusa a pagar o salário mínimo aos funcionários. Na última quarta-feira (16), vereadores da Câmara Municipal rejeitaram, por cinco votos contra quatro, o Projeto de Lei nº 004/2011, que previa o salário para os auxiliares de enfermagem de R$ 450 e para técnicos em enfermagem de R$ 500.

De acordo com os vereadores, o projeto é um abuso porque o prefeito não quer pagar nem o salário mínimo nacional que é de R$ 545. “Agora esperamos que o prefeito nos envie um projeto que contemple, pelo menos, o estipulado por lei Federal, que é o valor do mínimo nacional”, explicou o vereador Jamilson Pereira, vice-presidente da Câmara.

(Blog da Folha).