Ceclin
abr 29, 2008 1 Comentário


Vera Cruz e Central vão à Justiça

Cinco dias após os seus últimos jogos, o Campeonato Pernambucano ainda é motivo de polêmica. Hoje, as diretorias do Central e do rebaixado Vera Cruz, terceiro e penúltimo colocado no Estadual, de acordo com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF), estudam se entram ou não com ações no Tribunal de Justiça Desportiva contestando as suas classificações.
Enquanto a Patativa alega ter sido vice-campeã, o time da Vitória de Santo Antão acredita ter terminado na 10ª posição, uma acima da zona de rebaixamento.
Para os diretores do Vera Cruz, a equipe estaria fora da degola por ter finalizado o certame à frente do Sete de Setembro na classificação geral (os dois clubes terminaram empatados com 20 pontos, mas os vitoriense terminaram com melhor saldo de gols). De acordo com o artigo 13 do regulamento, ao final do hexagonal do descenso, os dois clubes que apresentarem o menor aproveitamento, contando-se a pontuação geral de toda a competição, serão rebaixados para a Série A2.
Porém, o artigo 20, diz que caso dois ou mais times acabem o hexagonal do descenso empatados em pontos, os primeiros critérios de desempates obedecerão à classificação apenas do hexagonal, onde o Vera Cruz teve uma vitória a menos que o Sete de Setembro. “Não queremos brigar com ninguém, mas há situações contraditórias no regulamento”, afirmou o presidente do Vera Cruz, Fernando Nogueira.
Já o Central se apóia no artigo 8 para ser declarado vice-campeão, conquistando assim uma vaga na Copa do Brasil de 2009. Isso porque parte do texto do artigo diz que “as seis equipes que apresentarem o melhor aproveitamento no 1º turno formarão o hexagonal que disputará o título de campeão pernambucano 2008”.
O presidente da FPF, Carlos Alberto Oliveira, não acredita em uma alteração no resultado final da competição. “O regulamento é claríssimo para quem sabe ler.” (Jornal do Commercio).