• Ceclin
mar 24, 2017 0 Comentário


Veja como votaram os deputados federais pernambucanos na aprovação da terceirização

Jarbas_1

Da Ascom Sindsep-PE

Dos 25 deputados federais pernambucanos, apenas oito votaram contra a terceirização. Um total de 12 deputados votou a favor da derrubada dos direitos dos trabalhadores com a aprovação de um projeto antigo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), datado de 1998. Cinco deputados se abstiveram de votar, ficando em cima do muro. O projeto passou na Câmara sob protestos de representantes de trabalhadores e da oposição, por 231 a 188 e oito abstenções.

Serão milhões de trabalhadores sem direitos trabalhistas e sem receber o que lhes é devido. Os salários serão mais baixos, com pouca proteção jurídica, haverá restrição de férias e 13º, aumento de acidentes de trabalho e redução drástica de concursos públicos. União, governos de Estados e prefeituras poderão contratar empresas terceirizadas ao invés de promoverem concursos. Também não ficou definido nada sobre quem é o sindicato que vai reger determinada categoria. Eles aprovaram o pior projeto possível.

VEJA ABAIXO COMO VOTOU CADA DEPUTADO

Jarbas Vasconcelos (PMDB) – Sim

André de Paula (PSD) – Sim

Augusto Coutinho (SD) – Sim

Zeca Cavalcanti (PTB) – Sim

Carlos Eduardo Cadoca (PDT) – Sim

Eduardo da Fonte (PP) – Sim

Fernando Monteiro (PP) – Sim

Guilherme Coelho (PSDB) – Sim

Jorge Côrte Real (PTB) – Sim

Marinaldo Rosendo (PSB) – Sim

Pastor Eurico (PHS) – Sim

Ricardo Teobaldo (PTN) – Sim

Adalberto Cavalcanti (PTB) – Absteve-se

Gonzaga Patriota (PSB) – Absteve-se

João Fernando Coutinho (PSB) – Absteve-se

Kaio Maniçoba – Absteve-se

Tadeu Alencar (PSB) – Absteve-se

Luciana Santos (PCdoB) – Não

Silvio Costa (PTdoB) – Não

Severino Ninho (PSB) – Não

Wolney Queiroz (PDT) – Não

Daniel Coelho (PSDB) – Não

Creuza Pereira (PSB) – Não

Danilo Cabral (PSB) – Não

Betinho Gomes (PSDB) – Não