Ceclin
abr 29, 2008 1 Comentário


Varejão pede rigor na fiscalização da campanha eleitoral fora de época

O procurador-geral de Justiça, Paulo Varejão, afirmou que o Ministério Público intensificará, nos meses que antecedem a liberação da propaganda eleitoral, um trabalho de fiscalização para punir pré-candidatos que insistem em divulgar seus nomes antes do dia 6 de julho, como prevê a legislação eleitoral. Ele participou do I Encontro Regional “Eleições 2008 – Questões Institucionais”, promovido pelo Instituto do Ministério Público de 25 a 27 deste mês na cidade de Petrolina. O encontro aconteceu em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal de Contas do Estado, Corregedoria do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Ordem dos Advogados e Polícia Militar.
Paulo Varejão enfatizou que “o direito do voto é a personificação da cidadania, no regime democrático que é a melhor forma de governo do mundo”. Destacou a importância da série de encontros que o IMPPE iniciou em Petrolina e que prosseguirá na Mata Sul (Palmares), Agreste (Pesqueira), Mata Norte (Carpina) e no Recife. Participaram dos debates o presidente do TRE, Jovaldo Nunes, o coronel José Lopes (PMPE) e o desembargador Carlos Moraes, corregedor-geral do TCE.
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Jovaldo Nunes, defendeu a implantação de um programa de mesários voluntários, para suprir a falta de eleitores convocados que não aceitam trabalhar nas eleições. A prioridade seria dada aos jovens que mostram interesse em participar das eleições. (site do MPPE).