Ceclin
nov 25, 2008 0 Comentário


Varejão diz que não há crise com deputados

Apesar das reclamações do presidente da Assembléia Legislativa, Guilherme Uchoa (PDT), quanto à interferência de promotores do Ministério Público na Casa, o procurador-geral de Justiça, Paulo Varejão, garante que não há crise institucional. De acordo com Varejão, os dois órgãos sempre mantiveram boas relações.
“Nos últimos dois anos, nós conseguimos resgatar as boas relações que sempre existiram entre o MPPE e o Poder Legislativo, além de outras instituições públicas como o Tribunal de Justiça de Pernambuco, o Tribunal de Contas do Estado e o Tribunal Regional Eleitoral, sendo sempre resguardada a independência e autonomia outorgada ao Ministério Público pela Constituição Federal de 1988”, afirmou, em nota, Paulo Varejão.
No último domingo, a Folha publicou matéria destacando quatro episódios que mostram a tensão entre os órgãos. Só neste mês, Guilherme Uchoa negou três solicitações feitas pelo MPPE: uma autorização para processar dois deputados; um pedido de informações sobre uma emenda, além da ordem para retirar crucifixos da Casa.

(Folha de Pernambuco).


Leia também

Collins conta com apoio de federal