Ceclin
jan 02, 2015 0 Comentário


“VAMOS À LUA?”, indaga Elias Martins sobre combustível na Prefeitura da Vitória

Elias e a lua

por Elias Martins

Ultimo dia 27 de dezembro de 2014, foi editada no Diário Oficial do Estado de Pernambuco, a homologação do PL 121/2014, definindo mais uma vez o Posto São Paulo como vencedor da licitação para fornecimento de Combustível, Lubrificantes e Filtros à frota de veículos da Prefeitura da Vitória de Santo Antão para os próximos 12 meses.

Valor?  R$ 5.038.752,00

Se tomarmos como base o valor máximo apontado pela ANP para o mês de dezembro de 2014 do preço do Diesel em Vitória de Santo Antão, por exemplo, hoje o possível maior item de consumo da prefeitura, temos uma perspectiva de 1 milhão, 812 mil e 500 litros por ano; 151 mil e 41 litros mês; 7 mil, 552 litros diários (considerando 20 dias uteis por mês).

Se consideramos os 384.400 km que separam a Terra da Lua e se pudéssemos visualizar uma estrada entre estes dois pontos, os valores previstos para gastos com combustível da cidade de Vitória de Santo Antão em 2015, seriam possíveis 7 viagens a lua ida e volta, considerando consumo de 3 km/litro.

Nada contra os proprietários de Posto de Combustível, mas nos dias de hoje e já há um bom tempo, pela estrutura de transporte do município, diga-se de passagem, cada vez mais crescente, a administração tem a sua disposição, opções extremamente mais em conta de abastecimento e manutenção dos veículos do município.

Primeiro precisa-se da instalação de um Ponto próprio de abastecimento, onde de posse de um terreno, nada difícil para o município, faria-se uma licitação com a participação exclusiva de Distribuidores de Derivados de Petróleo, incluindo Instalações com Bombas e Reservatórios de Gasolina, Diesel, Etanol e GNV.

Na contratação de suprimento de Combustíveis e Lubrificantes diretamente as Distribuidoras, o município é isento de ICMS, por sua condição de empresa pública de Administração Direta.

Em Dezembro de 2014, enquanto os preços máximos de:

Posto Consumidor – Gasolina – R$ 3,080; Diesel – R$ 2,780; Etanol – 2,650 e GNV – R$ 1,899

O preço para prefeitura podem ser os seguintes:

Distribuidores – Gasolina – R$ 1,663; Diesel – R$ 2,016; Etanol – 1,531 e GNV – R$ 0,908

Podem imaginar a economia para um município como Vitória, praticando esta estratégia de compra de combustíveis?

Hoje, por exemplo, a tecnologia do GNV está amplamente disponível não só para veículos à Gasolina como à Diesel.   E os mais experientes sabem muito bem como funciona o manuseio de combustível líquido pelas prefeituras afora.

Existem muitas questões polêmicas a se discutir dentro da Administração Pública Municipal quanto a questão que ora abordo.  Discutiremos em uma outra oportunidade, tenham certeza.  Por enquanto, reflitam.

Não é muito dinheiro para se gastar com combustível da frota de veículos de uma Prefeitura como a nossa?

elias martins

 

 

por Elias Martins, Colunista do Blog.