• Ceclin
jul 05, 2016 0 Comentário


Uma dezena de gestores de Vitória consta na lista dos inelegíveis do TCE, confira

A Voz da Vitória

Para o TCE, Veraluce Lira e Bau Nogueira não deveriam ser ordenadores de despesas. Fotos: Arquivo A Voz da Vitória

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) entregou, nesta terça-feira (5), ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) a lista com o nome de 1.598 gestores públicos que tiveram contas rejeitadas por improbidade administrativa, em decisão irrecorrível, nos últimos oito anos. Veja a lista clicando AQUI. A medida é prevista na legislação eleitoral para que sejam investigados e indeferidos os pedidos de registros de candidatura desses gestores nas eleições marcadas para 02 de outubro.

Em Vitória de Santo Antão, precisamente nove gestores são citados nesta lista. Destaque para a atual Secretária Municipal de Saúde, Veraluce Rodrigues de Lira Maranhão, que foi citada duas vezes na listagem e é sobrinha do prefeito Elias Lira (PSD); bem como o atual Presidente da Câmara de Vereadores da Vitória, Amaro Nogueira Alves, mais conhecido por Bau Nogueira (PSD), citado duas vezes. Outros nomes permanecem  repetidos a cada divulgação da lista do TCE, como o ex-prefeito de Vitória José Aglailson Querálvares (PSB), Severino Ramos Rodrigues Campos, conhecido como “Ramos de Natuba“, Severino Francisco Arruda – Bigode (falecido), Heitor Homero Veloso Varejão, Manuel Rodrigues de Barros (Manuel do Oiteiro), Maria Tanielle da Silva e Rosemery Camelo Rocha (Ex-secretária de Finanças do governo Elias Lira).

Por sua vez, destaque para os gestores dos municípios de Pombos e Glória do Goitá, Josuel Vicente Lins e Zenildo Miranda Vieira, respectivamente, além dos ex-prefeitos de Gravatá, Ozano Brito Valença e Joaquim Neto.