• Ceclin
jun 09, 2011 0 Comentário


Uchoa governador? Eduardo silencia sobre tese de Henrique Queiroz

O governador Eduardo Campos (PSB) optou por fazer vista grossa à interpretação lançada pelo deputado estadual Henrique Queiroz (PR), de que o futuro presidente da Assembleia Legislativa, no biênio 2013-2014, poderá assumir o Governo do Estado por nove meses, em 2014.
Isso ocorreria caso o gestor e o vice-governador, João Lyra Neto (PDT), renunciem aos seus mandatos – Campos para tentar voos mais altos e Lyra para ingressar como conselheiro no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Para o socialista, o assunto não faz parte da pauta administrativa. “Não vou comentar sobre isso. Tenho outras coisas para me preocupar. Além do mais, já falei que cumprirei o mandato até o final (dezembro de 2014)”, declarou Eduardo, que, ontem, realizou a entrega do primeiro carro elétrico brasileiro para a ilha de Fernando de Noronha.


João Lyra Ne­to comunga da versão do governador. O pedetista é cotado para a vaga do conselheiro e ex-deputado Romário Dias, cuja aposentadoria será em 2013. Questionado, o vice-governador afirmou que o posicionamento de Henrique não passa de especulação. “É muito ‘se’ nessa história. Nem eu nem Eduardo estamos pensando em 2014. A eleição de 2012 nem aconteceu, quanto mais a de 2014”, enfatizou.


As declarações de Henrique Queiroz, deputado mais antigo na Alepe, foram dadas após a polêmica sobre a PEC 01/2011, proposta pelo deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PSC), que, se aprovada, permitirá a reeleição dos atuais integrantes da Mesa Diretora da Casa. O projeto agradaria ao Palácio das Princesas porque possibilitaria a recondução do atual comandante Guilherme Uchoa (PDT), aliado fiel do governador.


O cargo de presidente da Alepe é o segundo na sucessão estadual, e assumiria na hipótese de afastamento de Campos e de Lyra Neto. Em 2014, o socialista poderia disputar a eleição para o Senado, ou mesmo a Presidência. Há uma versão que dá conta de que apenas um deles deverá sair, e não os dois.


Presidente nacional do PSB, Eduardo estará hoje no Tocantins, onde fará a palestra de abertura do Encontro Regional de seu partido, às 14h. O evento ocorrerá na sede da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, em Palmas.

(Folha de Pernambuco).