• Ceclin
ago 27, 2008 3 Comentários


TSE lança campanha ‘Eleições Limpas’ para aproximar Justiça Eleitoral do povo

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto, lançou na manhã da terça-feira (26), em Brasília, a campanha “Eleições Limpas”. O objetivo é conscientizar a sociedade brasileira sobre a importância do voto e aproximar a Justiça dos cidadãos. A campanha é uma iniciativa da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), em parceria com o TSE.
Na terça, dia em que marcou o pontapé inicial da campanha, a Justiça Eleitoral realiza em mais de 800 cidades do País audiências públicas para explicar à população o processo eleitoral. Além de reduzir a distância entre a Justiça e o eleitor, as audiências promovidas buscam tirar dúvidas dos eleitores, apresentar canais de denúncia e orientar os cidadãos quanto a mitos que cercam o pleito.
“Firmamos esse protocolo de ação conjunta para que tenhamos nesta eleição alguns diferenciais”, disse Ayres Britto. O ministro acrescentou que a campanha da AMB em parceria com o TSE combate o patrimonialismo, que, segundo ele, “sofreu um duro golpe na semana passada”, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu o nepotismo nos três poderes da Federação. Ayres Britto fez alusão ao futebol ao comentar o papel da Justiça. Segundo ele, “a Seleção Brasileira, comandada pelo técnico Dunga, mostrou apatia nas Olimpíadas, o que não faltou à seleção feminina de futebol, que teve garra em campo”. Britto sugeriu que, na área jurídica, é preciso também ter garra para fazer valer a Constituição Federal.
Segundo pesquisa da AMB, 21% dos eleitores acreditam que os candidatos podem saber em quem votaram. O presidente da AMB, Mozart Valadares, afirmou que o “Eleições Limpas” é um movimento que vai até a população para levar a informação correta ao eleitor. Quanto ao dado revelado pela pesquisa, o juiz auxiliar do TSE Márlon Reis disse que a campanha tem como meta deixar claro que ninguém tem acesso aos votos dos cidadãos, nem sequer os juizes eleitorais.
O presidente da AMB destacou que, no pleito de 2006, a campanha “Eleições Limpas” liderou movimento que combateu a idéia que predominava entre grupos desacreditados que defendiam os votos brancos e nulos. O presidente da campanha, juiz eleitoral Paulo Henrique Machado, disse durante seu discurso na solenidade de lançamento da campanha que a população tem o papel de ajudar a Justiça “leitoral a combater fraudes, como compra de votos por parte de candidatos. “A campanha ‘Eleições Limpas’ vai servir para trazer a Justiça eleitoral condutas irregulares de candidatos”, afirmou. (Portal G1)