• Ceclin
dez 06, 2012 1 Comentário


TRE avalia recurso de Eduardo Coutinho sobre eleição em Água Preta

JC Online

O segundo colocado na eleição para prefeito do município de Água Preta, na Mata Sul de Pernambuco, Eduardo Coutinho (PSB), entrou com um recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) na tentativa de derrubar a decisão da anulação do pleito, tomada pelo juiz eleitoral Carlos Eugênio Castro Montenegro. O TRE tem cinco dias úteis para avaliar a matéria.

O caso tem que estar resolvido até o dia 19, prazo final para a diplomação dos eleitos, sem a qual o prefeito não poderá tomar posse no dia 1º de janeiro. Além disso, no dia 20 o TRE entrará em recesso. Porém, na hipótese de o juiz decidir pelo indeferimento do recurso, Coutinho ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que tornaria ainda mais corrido o tempo para solucionar o impasse em Água Preta.

No último dia 30, o juiz Carlos Eugênio de Castro decidiu que a cidade passaria por um novo processo eleitoral, por conta da impugnação da candidatura de Armando Souto (PDT), que venceu as eleições com 52,75% dos votos válidos. O candidato do PSB, Eduardo Coutinho, recebeu 47%. Porém, a Justiça Eleitoral considera nulos os votos obtidos por Armando Souto. Nessa lógica, os votos não válidos foram maioria, prevendo assim uma nova eleição.

Mas o juiz pode acatar o recurso de Coutinho, o que o tornaria prefeito eleito de Água Preta – mantendo a impugnação de Armando Souto.