• Ceclin
ago 31, 2011 1 Comentário


Trabalho de preservação ambiental da Prefeitura de Gravatá mostra resultados

O Bosque dos Universitários hoje em Gravatá é um dos maiores exemplos de preservação ambiental da Prefeitura. Inaugurado em novembro de 2009, o local de Mata Ciliar, às margens do Rio Ipojuca, foi construído sobre os escombros da ponte Olívia Bezerra e hoje abriga mais de 15 espécies de árvores nativas e pássaros da fauna regional.

Diariamente o Bosque recebe a manutenção na poda das árvores, capinação e recuperação das cercas. Um trabalho rendeu elogios do secretário estadual do Meio Ambiente, Sérgio Xavier, no último encontro de gestores ambientais em Gravatá. Segundo Aarão Lins de Andrade, secretário municipal da pasta, Sérgio Xavier anunciou um concurso nacional de iniciativas na preservação de Mata Ciliares onde 100 locais serão premiados e disse que Gravatá terá ótima chance ser agraciada. “Pelo que ele viu que estamos fazendo aqui, me confessou que estamos à frente de muitas outras cidades. Daqui para dezembro deve abrir o edital e vamos inscrever Gravatá”, falou.

As espécies plantadas no bosque são todas nativas da região. Mesmo após duas enchentes do Rio Ipojuca, o local continua florando vida. Recentemente a secretaria constatou que algumas espécies de pássaros, como o beija-flor, estão se abrigando entre as árvores. “A tendência é que mais e mais espécies passem a usar o bosque como refúgio e local de procriação”, disse Aarão Lins.

Com Informações da Assessoria.