• Ceclin
mar 11, 2011 0 Comentário


Trabalhadores terão que cadastrar CPF na Agência do Trabalho a partir deste mês

A medida é uma exigência do Ministério do Trabalho para evitar confusões no atendimento, já que muitas pessoas têm o mesmo nome

Da Redação do pe360graus.com

As pessoas estavam acostumadas a levar apenas a Carteira de Trabalho para serem atendidas na Agência do Trabalho. Mas, a partir do final deste mês, será necessário levar também o CPF para facilitar a identificação e o atendimento, uma exigência do Ministério de Trabalho.

“Isso é por uma questão de segurança e para evitar confusão por conta de homônimos, pois pessoas com nomes iguais vão ter problemas se não tiverem o CPF para identificá-las no banco de dados, que vai ser único para todo o Brasil. Por isso se faz necessário que cada um seja identificado por um número que seja único também”, explica a secretária executiva de Trabalho e Qualificação, Ângella Mochel (foto).

O CPF não será exigido em todas as vezes que o trabalhador for à Agência do Trabalho. “Na primeira vez que ele for atualizar daqui a 15 dias, é necessário levar o CPF, pois sem ele não vai passar para a página seguinte da consulta ou da inscrição. A partir da segunda vez, ele vai conseguir acessar com qualquer documento: carteira de habilitação, identidade ou CPF”, afirma Ângella Mochel.

A unidade matriz da Agência do Trabalho, que fica na rua da Aurora, no bairro da Boa Vista, no Recife, funciona das 7h às 18h. Já as agências do interior abrem para o público das 7h30 às 17h30.