Ceclin
abr 07, 2017 0 Comentário


Teresa Leitão critica postura do Governo após fim da greve do Detran

04.06-REUNIAO-PLENARIA-JB-68-300x200O posicionamento da direção do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) em relação aos servidores do órgão, após o fim da greve da categoria, foi censurado, nessa quinta (6), pela deputada Teresa Leitão (PT). Segundo a parlamentar, os funcionários que participaram do movimento estão voltando ao trabalho em condições adversas, em razão da falta de diálogo com os gestores da autarquia.

“As soluções para atender à demanda reprimida após 47 dias de greve têm sido definidas de maneira unilateral. Além disso, o órgão tem agido para destruir o movimento dos servidores, de maneira autoritária”, declarou a deputada.

Em nota divulgada no último dia 3, o Governo do Estado informou que a paralisação “foi iniciada de forma irresponsável, sem uma pauta específica”. Além disso, o Detran abriu “processos administrativos para punir – inclusive com a demissão – servidores que tenham cometido abusos”. A greve teve início em 13 de fevereiro passado. Na última sexta (31), o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) determinou o retorno imediato dos funcionários ao trabalho.

Teresa Leitão contestou o conteúdo da nota. “O movimento tem uma pauta objetiva, que vem desde 2015. Em vez de negar essa realidade, o Governo deveria reconhecer que errou ao não negociar”, considerou a petista. “Não é porque a greve acabou por uma decisão judicial, que o Executivo pode se recusar ao diálogo. Um Governo com 74% de desaprovação deveria ter mais humildade e não achar que vai resolver sozinho a situação”, avaliou.

Assessoria