• Ceclin
out 25, 2012 0 Comentário


Teobaldo, um prefeito já de olho em 2014

JC Online

Reeleito em Limoeiro, o prefeito Ricardo Teobaldo apoiou vários candidatos pavimentando uma candidatura sua a deputado

Além de cuidar da própria reeleição em Limoeiro, o prefeito Ricardo Teobaldo (PSDB), ex-deputado estadual, percorreu várias cidades da Mata Norte e Agreste de Pernambuco para pedir votos aos aliados políticos. Esteve em Passira, Lagoa do Carro, Feira Nova, Belo Jardim, Cumaru e Carpina, onde apoiou o candidato eleito prefeito pelo PSB, Carlinhos do Moinho, em vez do postulante do próprio partido Júnior Botafogo (PSDB).

Cotado para disputar um mandato de deputado federal em 2014, Teobaldo foge do assunto, mas não nega a influência eleitoral que vem cultivando pela região. “Vi o governador (Eduardo) dizendo que não é hora de discutir 2014. Estamos em 2012 e vou continuar a gestão”, desconversou Teobaldo, em entrevista à Rádio JC/CBN.

Apesar da cautela, Teobaldo exaltou a sua gestão em Limoeiro como exemplo bem sucedido para os municípios vizinhos. “Eu captei muito recurso fora. Trouxe para Limoeiro mais de R$ 25 milhões de recursos que conveniei de Brasília, Recife. A cidade estava inadimplente, passou 12 anos desse jeito. As contas iam ser bloqueadas no segundo mês de gestão”, ressaltou Teobaldo.

Em seguida, ele trata de fazer o discurso da moda após declarações do governador Eduardo Campos (PSB): o pacto federativo. “Com o recurso do município não se faz nada. A receita dos municípios do Nordeste é basicamente FPM (Fundo de Participação do Município). Então, o governo federal de um lado mantém o consumo e o emprego, do outro, quebra os municípios”, criticou.

A conversa ficou tão à vontade, que o prefeito eleito de Carpina, Carlinhos do Moinho, que dividia a mesa de entrevista, soltou: “Espero que Ricardo realmente vá para Brasília, porque ele é municipalista”.