Ceclin
mar 04, 2010 0 Comentário


Sport mata Vitória em 15 minutos

Publicado em 04.03.2010

Leão monta “blitz” sobre time do interior e faz rápido três gols que consolidam vitória por 4×2. Líder amplia invencibilidade para 40 jogos

O Sport foi eficiente e objetivo ao bater o Vitória, por 4×2, ontem à noite, na Ilha do Retiro, pela 13ª rodada do Pernambucano. O time rubro-negro segue a cada jogo mais líder, agora, com 29 pontos. Além disso, o atual tetracampeão manteve a invencibilidade na competição. Ao mesmo tempo, chegou aos 40 jogos invictos, pois a última derrota foi no dia 26 de março de 2008 para o Serrano por 1×0.

Com 21 segundos, o Sport mostrou que tentaria definir a partida logo no primeiro tempo, quando o atacante Dairo, em boa jogada, cruzou para o lateral Dutra acerta um bom arremate no canto direito, que o goleiro Rodrigo defendeu.
O Vitória não suportou tanta pressão no início e cometeu erros na marcação, não conseguindo acompanhar a velocidade e a variação de jogadas do Sport. A prova é que aos oito minutos, após uma boa jogada de Dutra, o atacante Ciro recebeu a bola e serviu a Dairo. Ele girou e, na entrada da área, bateu forte no canto direito: 1×0.
O gol desestabilizou o Vitória. Aos 11 minutos, novamente Dutra lançou Ciro. O atacante driblou o zagueiro e tocou para Dairo chutar forte no travessão. No rebote, a bola sobrou para o estreante lateral-direito Eduardo Ratinho, que finalizou forte: 2×0.
A pressão rubro-negra só aumentou. Aos 13 minutos, o meia Eduardo Ramos acertou um belo chute, e a bola passou rente à trave. Um minuto depois, em boa jogada, Ciro foi derrubado na área pelo zagueiro Robson. Pênalti. Ele mesmo cobrou e fez 3×0, aos 15.


A partir daí, o Sport diminuiu o ritmo. Afinal, em apenas 15 minutos havia definido o resultado. Mesmo assim, aos 22, o volante Zé Antônio cobrou falta, e Rodrigo fez boa defesa.

O Vitória ficou apenas em dois arremates do volante Fabinho de fora da área, sem maiores problemas para o goleiro Magrão.
No segundo tempo, o Sport voltou mais relaxado, mas ainda superior ao Vitória. Mesmo assim, o Tricolor das Tabocas, aos cinco minutos, após a cobrança de um escanteio diminuiu o placar com gol de cabeça do zagueiro Alex Rava.
O Sport despertou de novo. Em boa jogada, o volante Daniel Paulista lançou Ciro. O atacante se livrou do zagueiro Robson e de fora da área bateu cruzado no canto esquerdo para fazer 4×1. Foi o oitavo gol dele, agora artilheiro do campeonato, ao lado de Joélson, do Santa.
Após o gol, o Sport voltou a tocar a bola. O Vitória, no esforço, conseguiu diminuir o placar mais uma vez. O atacante Eduardinho, entrou no lugar de Clóvis, cruzou na área, e Jadílson, de cabeça, fez o segundo, aos 32. Mas o jogo continuou sobre o controle rubro-negro que só tocou a bola. Mesmo assim, aos 43, ainda teve o zagueiro Dirley expulso.
No fim do jogo, um torcedor, não identificado, tentou atirou uma pedra no árbitro Niélson Nogueira, que não o atingiu. O juiz mostrou a pedra e levou para o vestiário. O Sport poderá ser punido com a perda de mando de campo, caso ele relate o incidente na súmula. O suposto agressor foi detido.
(Jornal do Commercio).