Ceclin
mar 05, 2018 0 Comentário


SINTEPE: A Educação Nacional em marcha ré

Sintepe março 2018

O monitoramento do PNE, Plano Nacional de Educação, pelo Fórum Nacional Popular de Educação mostra que as metas ali estabelecidas para serem cumpridas até 2024 estão cada vez mais longe de serem alcançadas. Assim aponta o caderno de avaliação das metas do PNE 2014-2024, da Associação Nacional de Políticas e Administração (ANPAE).

Esse quadro se agrava com a aplicação da Emenda 95 que congela durante 20 anos os gastos com a educação e saúde, sobretudo. A universalização do ensino a crianças e jovens brasileiros, uma das metas do PNE, só será possível com a resistência dos/as trabalhadores e trabalhadoras em educação e de todos os segmentos da sociedade civil organizada envolvidos na luta por uma educação de qualidade social referenciada. Este é o desafio que está posto quando se entra em 2018 com 3,2 milhões de crianças e jovens de 4 a 17 anos, fora da escola segundo Heleno Araújo, presidente da CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação.

Isto por si só, já é assustador, quando aprovamos um Plano Nacional de Educação que prevê metas a serem atingidas, para avançarmos no processo educacional, com a inclusão de todos e todas as crianças e jovens que estão fora do sistema nacional de ensino. No entanto, o congelamento de investimentos na educação, com a Emenda 95 e as medidas conservadoras contidas nas propostas do “novo” ensino médio do Ministério da Educação, congela os sonhos e adia as esperanças de milhões de jovens, sobretudo das periferias das grandes cidades brasileiras, que tem na escola o seu “bilhete premiado” para o grande salto na sua qualidade de vida e a porta de entrada numa sociedade equilibrada, solidária e fraterna.

Este desmanche do Sistema de Educação Nacional Articulado pelas forças conservadoras que tomaram o Poder em 2016, requer a resistência com radicalidade democrática de todos e todas que vivem, sentem e respiram educação nessa República.

AGENDA

09/03 – Plenária dos Analistas Educacionais, no auditório do Sintepe, em Recife, às 15h.

12/03 – Assembleia Geral, Teatro Boa Vista – Recife, às 09h. Pauta: Resultado da negociação com o Governo de Pernambuco.

 

Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Pernambuco – SINTEPE