• Ceclin
fev 25, 2019 0 Comentário


Sinais de que você pode estar com depressão

© Shutterstock Sinais de depressão

© Shutterstock Sinais de depressão

por Leila Mendes

depressão é uma doença que atinge praticamente 10% da população mundial. Segundo um estudo feito pela Universidade Harvard em 18 locais, o Brasil é a maior nação em desenvolvimento com casos da doença. Ela atinge um total de 10,4% de pessoas. E os números alarmantes não param por aí. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Jornal “O Estado de S. Paulo”, a taxa de mortes relacionadas a episódios depressivos, como por exemplo, o suicídio, aumentou 705% no País nos últimos 16 anos. Infelizmente é uma triste realidade que precisa ser diagnosticada o quanto antes. Por isso, fique atento(a) a alguns sintomas da depressão. Mas atenção: o ideal é sempre procurar orientação médica, ok?!

O que é depressão?
Para a medicina e psicologia, a depressão é uma síndrome ou um conjunto de sintomas que afetam a área física e emocional de uma pessoa. Para a psicóloga Cerise Feris Araujo, “a tristeza patológica, o estado de fraqueza, a irritabilidade e as alterações de humor podem causar uma diminuição no rendimento profissional ou uma limitação na vida social. Estes são também sintomas de depressão”.

Tipos de depressão

Depressão maior
Essa é aquela depressão que abrange todos os sintomas possíveis, como: tristeza profunda, falta de interesse, motivação, concentração, problemas no sono, baixa autoestima, entre outros.

Depressão mista
Aqui a pessoa não consegue parar por um minuto. Acontece uma mistura de sinais depressivos com uma ansiedade exagerada e sem fim. Euforia é a palavra que define.

Depressão psicótica
Nela, o sujeito apresenta alucinações e, até mesmo, delírios. Ele começa a ver coisas que não existem e escuta vozes.

Depressão melancólica
A depressão melancólica é composta por pensamentos negativos, inclusive, a ideia fixa de que vai morrer. É o tipo de transtorno que não tem como esconder.

Depressão distímica
Lembra um pouco a depressão melancólica, entretanto, costuma ser bem mais leve. O indivíduo está sempre pessimista e rabugento.

Depressão atípica
Entre as inúmeras características, algumas que se destacam muito são: aumento do apetite, ganho de peso, sono em excesso e sensação de muito cansaço.

Depressão sazonal
É muito comum em países do Hemisfério Norte em que as temperaturas em algumas épocas do ano despencam.

Como você se sente ultimamente?
– Sem muito ânimo ou vontade de fazer as coisas;

– Para baixo, desinteressado e sem esperança;

– Demora para pegar no sono, tem insônia ou dorme exageradamente;

– Sente um cansaço absurdo;

– Come pouco ou come demais;

– Considera sua vida um fracasso e acha que decepcionou a família ou amigos;

– Não consegue realizar tarefas com concentração;

– Passa pela sua cabeça a vontade de se machucar ou morrer.

Se você se identificou com a maioria dos itens, é importante agendar uma consulta com um psicólogo ou psiquiatra. Há níveis diferentes de depressão e todos podem ser tratados e curados. Cerise orienta que “o curso da doença e a escolha do tratamento são influenciados por idade, sexo e gravidade dos sintomas”.