• Ceclin
mar 12, 2009 30 Comentários


SESSÃO CIRCENSE NA CÂMARA

Dando continuidade a 6ª Sessão Plenário do mandato 2009/2012, às 20:00 hs como previsto pelo Presidente Mano Holanda (PMDB), diante da notícia que eclodiu por volta das 19:00 hs, da cassação do mandato do Vereador Pedro Queiroz (PPS), por parte do plenário do TRE-PE, na Sessão que iniciou-se às 17:00 hs na sede em Recife, a sala Severino Cândido Carneiro tornou-se um verdadeiro palco circense.

Imaginem quem apareceu para retomar as atividades parlamentares?

Jose Aglailson Queralvares, que no último dia 17.02.2009, teve autorizada a licença médica de 120 dias, para cuidar de Doença Isquêmica Crônica do Coração*. Leia mais: (Licença de vereador é contestada).

No último dia 03.03, o mesmo enviou um pedido, acatado irregularmente pelo Presidente da Câmara, de mais 30 dias de licença suplementar e particular, levando a posse também irregular do vereador Manoel do Oiteiro (PSB).

Irregular, porque onde já se viu alguém pedir licença médica por determinado prazo, e antes do final deste prazo, mal começado, entrar com um pedido complementar, seja ele de origem médica ou particular?

Junto com o vereador Jose Algailson, foi a TV Mentira 58 e dezenas de afetos ao vereador, dispostos a tornar a galeria uma verdadeira zorra, sob os olhos e permissão do atual presidente.

Presentes: Sylvio Gouveia (PSB), Dr. Saulo (PSB), Novo da Banca (PSB), Frazão (PR), André de Bau (PMN), Mano Holanda (PMDB), Geraldo Enfermeiro (PSB) e Jose Aglailson (PSB).

Ausentes: Pedro Queiroz (PPS), Irmão Duda (PSDC) e Everaldo Arruda (PSDB).

O vereador André de Bau, voltou a usar traje social.

20:15 – Dada a posse de retorno ao vereador, iniciou-se a Sessão plenária com o pequeno expediente, com leitura dos requerimentos e também leitura da ordem do dia, por parte do Vereador Frazão, que precisa melhorar sua leitura, fato comprovadamente verificado por todos que se prestam a assistir as sessões. Verificou-se também que o processo de leitura dos requerimentos e ordem do dia, foram atropelados no dia anterior, antes do início da leitura do Projeto Executivo de re-ordenamento administrativo.

Entre os requerimentos, que de praxe, pedidos ao prefeito para implantação e manutenção de pavimentação, iluminação etc., foi enviado pela presidência do PSB local, a indicação do Líder e Vice-lider do partido, sendo José Aglailson e Sylvio Gouveia, respectivamente, ato que até então não tinha se dado conhecimento oficial a presidência da Casa.

20:31 – Deu-se início ao Grande Expediente:

Aí foi que o circo começou. Inscritos apenas os vereadores da bancada de oposição, primeiro foi a tribuna, o vereador Novo da Banca, congratulando a volta do vereador José Aglailson, e falando sobre a ação dos Conselheiros Tutelares, que o mesmo teria participado várias vezes de ações juntos aos conselheiros anteriores, fazendo requerimento verbal, solicitando ao prefeito a disponibilização de um veículo para execução de seus serviços, que o ex-prefeito José Aglailson tanto zelava. (Se zelo pelo Conselho, é pagar apenas salários, gastando nos últimos 2 anos, R$ 112.341,93, com orçamento de R$ 1.584.000,00, o vereador deve estar muito mal informado).

Em seguida, o vereador Geraldo Enfermeiro foi à tribuna, que virou um verdadeiro comício. A cada frase do vereador, a galeria mais parecia estar presente a um show de Rock. Foram aproximadamente 20 minutos de ataques ao atual governo. Ônibus universitário, perseguição à servidores, mortos votando na última eleição (este comentário é interessante. Há noticias que a oposição tem em mãos, dezenas de certidões de eleitores mortos votantes. Se só quem pode solicitar a certidão é o próprio eleitor, como é que os mortos tiveram acesso a estas certidões, sem autorização judicial pertinente? Como se consegue detectar tão facilmente a existência de eleitores mortos num universo de 91 mil eleitores?)

Por fim, subiu a tribuna o vereador José Aglailson DICC*, (lembram-se de DIC?) Pois é, estão rasgando o Regimento Interno. Alguns vereadores estão extrapolando, e muito, o tempo regimental sob as vistas do atual presidente. Foram mais de 35 minutos de baboseiras e delírios. Continua com a retórica que vai destituir o atual prefeito (não existe nenhum processo em curso no TRE), que o atual prefeito é ditador e está perseguindo o povo que ele deu emprego (ele inchou a administração, sem contar com a criação de marajás, que consomem tantos recursos do Município, quanto o duodécimo da Câmara), que tem documentos comprometedores da eleição passada apresentado ao próprio pelo ex-candidato a vereador Baixa Emiliano (PSDC), que comprou o prédio da Estação que hoje está fechada (que hoje é sede da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes), que o Dep. Henrique Queiroz (PR) vive dizendo que foi ele quem trouxe a SADIA (que para trazer a SADIA, foram gastos em desapropriações de pequenas propriedades rurais, R$ 4.569.248,31), que as despesas do Município estão subindo assustadoramente (que ele mais Dedé são os responsáveis por deixar mais de 2 milhões e 500 mil de restos a pagar, com 57,10% de comprometimento da receita de Município com pagamento de pessoal, quando o máximo é 54%, e nestas despesas não estão computados ainda os valores do 465 convocados para posse em dezembro de 2008), que a TV não é dele e sim do povo (mas ele fechou para o povo não ver durante as eleições passadas), e que o ITAU foi embora por falta de assinatura de Carta de Intenções (mas que a atual administração está engessada por um contrato de 5 anos com o Banco Real).

21:27 – Sobe a tribuna Sylvio Gouveia, congratulando a volta do “Zé DICC”, e faz homenagem ao dia das mulheres, em especial sua esposa IARA GOUVEIA.

21:29 – Leitura da Ordem do Dia, com 1 Projeto do Executivo e 3 Legislativos, encaminhados pelo presidente Mano Holanda às Comissões Parlamentares.

A pedido do Vereador Geraldo Enfermeiro, foram dispensados os projetos do legislativo, que definiam como entidades de utilidade pública, o Centro Social Vitória, Associação Vitória de Esportes e Grupo Teatral VIDART.

Antes da votação, sobe a tribuna o Dr. Saulo para declarar que coisas boas como estas ele sempre aprovará.

Colocados os projetos em votação, foram aprovados por unanimidade.

As 21:38 também foram aprovados os requerimentos, com mais uma subida a tribuna do vereador Dr. Saulo, cobrando a imediata liberação da feirinha da Matriz por parte do Executivo.

O Presidente deu por encerrada a Sessão, convocando os pares para a próxima no dia 17.03.2009, às 20:00 hs.

É uma verdadeira vergonha o que assistimos no processo legislativo atual da Vitória de Santo Antão. Nos bastidores, o que mais se houve é, o Prefeito não quer satisfazer as vontades dos vereadores (leia-se, cargos), o Presidente da Câmara não quer satisfazer as necessidades dos vereadores (leia-se, verbas de gabinetes e assessores de gabinetes, R$ 8.500,00 mensais, afora os R$ 6.150,00 de vencimentos).

Enquanto isso, segue o Governo Municipal com todos os projetos de lei enviados, com a pauta travada. Afora o já rejeitado, que engessa a atual administração, permitindo poderes de Procurador Geral Vitalício ao Dr. Washington Amorim.

E Vitória de Santo Antão, fica como?

Já o caso de Pedro Queiroz (PPS), é cedo para tecermos comentários acerca da decisão do TRE-PE, antes do conhecimento do conteúdo da sentença. Mais notícias com relação ao caso em breve neste Blog.


por Elias Martins,
Colunista do Blog.
LEIA MAIS: