Ceclin
set 03, 2015 0 Comentário


Servidores públicos de Gravatá fazem acordo com Prefeitura e cessam greve

ReuniãoOs servidores públicos efetivos de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, decidiram encerrar temporariamente o movimento de greve que havia sido iniciado na última sexta (28). O motivo foi um acordo formalizado entre representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Gravatá (Sindsgra) e o procurador Geral do município, Antônio Carlos Saldanha, após uma reunião na sede da Procuradoria.

De acordo com o secretário do Sindsgra, Marcos Gabriel, o poder Executivo municipal afirmou que negociará a pauta de reivindicações dos manifestantes durante o mês de setembro. “Caso eles não cumpram com as exigências dos servidores, as categorias podem paralisar novamente as atividades e realizar novos protestos na rua”, disse.

Dentre os acordos firmados na reunião, a gestão dará uma resposta, no dia 18 de setembro, referente ao pagamento do adicional de insalubridade aos Agentes Comunitários de Saúde (A.C.S.). Os servidores que aderiram à greve não terão descontados na folha de pagamento os cinco dias de paralisação.

O encontro contou ainda com a presença dos secretários de Saúde, Educação, Governo, Imprensa, Defesa Social, além de outras autoridades.

Segue abaixo a resposta dada pela Secretaria de Comunicação e Relações Públicas do SINDSGRA, nessa quarta (2):

DELIBERAÇÕES DA ASSEMBLEIA DO DIA 01 SETEMBRO DE 2.015:

1° – cessar a greve sendo um dos motivos o fato de servidores que assinaram o ponto e não estarem em atividades ou terem ido para casa, poderem ser descontados estes dias;
2° – a formação de mesa de negociação para tratar dos itens de pauta do SINDSGRA (além da mesa de negociação do PCCR e Estatuto Municipal), foi aceita pela gestão;
3º foi acordado pela gestão, resposta aos profissionais da área de saúde (Agentes Comunitários de Saúde – A.C.S.), a ser emitida dia 18/09, a respeito do pagamento do adicional de insalubridade;
4° – foi agendado o dia 22/09 de setembro o prazo para resposta de alguns itens da pauta e para a próxima reunião do G.T. (Grupo de Trabalho).
A gestão municipal comprometeu-se em não descontar os dias dos servidores que falharam com o item 1° destas deliberações, durante os 5 dias de greve.
No dia 23 de setembro será realizada uma assembleia para ser repassados os resultados da reunião do dia 22 de setembro.

com informações do Mais Agreste