Ceclin
mar 13, 2012 0 Comentário


Servidores do Incra trabalham em protesto

Desde segunda-feira, dia 12 de março, que os servidores do Incra estão mobilizados e trabalhando em operação padrão. O protesto é pelo descaso do governo com a reforma agrária e pelo não cumprimento do termo de acordo firmado, no ano passado, entre os servidores do órgão e a Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, prevendo a reestruturação e modernização da carreira do setor. A mobilização é nacional e foi deliberada em reunião realizada no último dia 8.

A mobilização dos servidores do Incra conta com o apoio do Sindicato dos Servidores Federais no Estado de Pernambuco (Sindsep-PE), da CUT, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape) e do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MSLT).

Desde novembro do ano passado, os servidores não estão realizando trabalho de campo por falta de recursos financeiros. Com isso, os assentamentos deixam de ser vistoriados e avaliados. Também não há verba de apoio para os assentados, destinada para o plantio, construção e reforma de moradias.

Em agosto do ano passado, o então secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Duvanier Ferreira Paiva, assinou um termo de acordo com a Confederação Nacional dos Servidores Públicos (Condsef) e a CUT. O documento previa reajuste de R$ 500 para o nível superior e de R$ 211 para o nível médio do Incra. Até agora, no entanto, nada foi cumprido.

 com informações da Assessoria.