• Ceclin
mai 25, 2010 1 Comentário


Sem-terra pedem delegado especial para apurar morte em Pombos

Publicado em 25.05.2010

Uma comissão composta por integrantes da Federação de Trabalhadores na Agricultura Familiar de Pernambuco (Fetraf-PE) teve uma audiência, na manhã de ontem (24), com o secretário-adjunto da Secretaria de Defesa Social (SDS), Claudio Lima.

No encontro, os representantes do movimento pediram a nomeação de um delegado especial para apurar o assassinato do líder sem-terra Zito José Gomes, 64 anos, morto a tiros, na quarta-feira (19), em Pombos, no Agreste.
“A sociedade precisa saber quem foi o pistoleiro e o mandante desse crime”, comentou o coordenador-geral da Fetraf/PE, João Santos.

Após a conversa, ficou acertado que se o caso não for esclarecido após um mês do começo das investigações, iniciada no último dia 19, o pedido da federação poderá ser atendido. A SDS disse ainda que irá solicitar ao delegado regional Ricardo Cysneiro que acompanhe de perto as investigações, a cargo do titular da delegacia de Pombos, Sergio Moreira.

Zito José Gomes coordenava um acampamento ligado à (Fetraf-PE) localizado próximo à Usina Nossa Senhora do Carmo, que está falida. Há mais de sete anos o movimento luta pela desapropriação do terreno, que já foi considerado improdutivo pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

O líder sem-terra era um dos que recebiam ameaças de morte constantemente.
(Jornal do Commercio).