Ceclin
fev 22, 2012 1 Comentário


Segurança garantida no Carnaval de Vitória

por Rafael Peixoto

A segurança dos foliões do tradicional carnaval da Vitória de Santo Antão foi debatido no Mesa Redonda da sexta-feira (17). Na Tabocas FM (98,5) estavam o Secretário de Cultura, Turismo e Esportes Paulo Roberto Arruda, o Secretário de Defesa do Cidadão Décio Filho, o Delegado Municipal Rogaciano Campos, a Delegada da 12ª Seccional – Danúbia Andrade e o Coronel Batista – Comandante do 21º BPM.

Foram abordados diversos pontos quanto a organização do carnaval vitoriense. A Polícia Civil conta com um Plantão de reforço composto por 40 policias durante o período, além de contar com todo o contingente do 21º Batalhão da Polícia Militar. Segundo o Coronel Batista, a Polícia Militar montou um esquema especial contra o tráfico de entorpecentes, sobretudo ao mais conhecido como “loló”, com agentes fardados e à paisana infiltrados dentro dos blocos inspecionando qualquer anormalidade.

O Secretário Paulo Roberto reforçou que a tranqüilidade assegurada vem se consolidando no carnaval vitoriense por conta da estrutura montada através dessas últimas edições. “Com a implantação do Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, construído através de todos os órgãos que fazem a segurança pública do Estado e do Município permite a melhoria da segurança dos foliões. Umas das principais ações do TAC neste ano conta com a organização do trânsito dentro do circuito da folia, com a distribuição de adesivos aos moradores para estes poderem entrar e guardar o carro, porém quem deixar o carro estacionado nesse percurso poderá ter seu o veículo rebocado, com o apoio do DETRAN/PE”, esclareceu. O Secretário comentou ainda sobre as atrações do Carnaval 2012 e tirou algumas dúvidas da população, a exemplo da não passagem de Trios Elétricos pela Praça Dom Luiz de Brito (Matriz), trecho exclusivo às orquestras de frevo.

A Secretaria de Defesa do Cidadão desenvolve um trabalho educativo quanto ao uso de bebidas alcoólicas por parte dos motoristas, onde a entrega de bafômetros em cada barreira de contenção vem sendo oferecida. A novidade este ano trata-se da inibição à prática da propaganda política extemporânea, rechaçado por todos os órgãos presentes que estiveram atentos quanto a esta fiscalização.

SERVIÇO:

DISQUE DENÚNCIA 81.3526.8875 / 3421.9595

Delegacia Municipal 81.3526.8875

Guarda Municipal 81.8567.8169

RESGATE DO CARNAVAL DE RUA

O Programa Mesa Redonda do A Voz da Vitória pela Rádio Tabocas FM (98,5) recebeu nos dias que antecedeu o Carnaval da Vitória de Santo Antão diversas agremiações e atrações artísticas, através dos dirigentes de Clubes, Blocos e Troças. Passaram por aqui Wagner Oliveira da Troça Carnavalesca Sai na Marra, Carlos do Galo do Cajá, Rafael Peixoto da Troça Os Largados, Léo dos Monges em Folia e representando o Bloco do Fera – Everton.

O Sai na Marra conta com uma organização pensada meses antes da Festa de Momo, a exemplo dos Abadás confeccionados desde dezembro do ano passado, saindo no domingo de Carnaval com a Orquestra de Frevo A Venenosa, regida pelo Maestro Silvano.

“Nós conquistamos o público da cidade de Vitória e hoje o Galo do Cajá virou referência”, afirmou Carlos dirigente da Troça que sai na terça de Carnaval com a Orquestra Temperada da cidade de Chã Grande, regida pelo Maestro Márcio Carneiro. Destacou ainda que a juventude tem valorizado o Frevo, estimulando a criação de novas Troças e demonstrando total interesse com o ritmo pernambucano.

O jovem Rafael Peixoto da Troça os Largados, mencionou por sua vez que sua agremiação foi fundada por amigos que sempre se juntavam para realizar festas no Bairro Novo. “Com o passar do tempo levaram a coisa à sério e decidiram fundar uma Troça”, contou. Por sinal a brincadeira deu certo, pois a Troça Os Largados vem despontando ultimamente com um dos melhores redutos da folia dos jovens da Terra das Tabocas, na manhã do domingo de Carnaval. Rafael ainda brincou dizendo que o nome da Troça não corresponde ao estereótipo “largado”, garantindo que todos podem brincar sem distinção puxado por uma orquestra de frevo.

Já na sexta-feira pré-carnaval a Banda genuinamente vitoriense Tá de Boa puxou uma multidão com o Trio Status, referendado por Everton que assegurou o aspecto juvenil do bloco que se tornou o point da juventude local.

Por fim, os Monges em Folia fez uma homenagem ao carnavalesco Geazi, com a temática “Saia da inércia”. A troça pela primeira vez saiu atrasada ao seu habitual horário (às 21h32 do sábado de Zé Pereira), em razão da pesada chuva que caiu neste dia na região.