• Ceclin
nov 06, 2012 0 Comentário


Segundo o MEC, correção do Enem poderá ser consultada pela internet

A partir de 15 de fevereiro, os 4,17 milhões de estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último fim de semana — mais de 50 mil do Distrito Federal — terão acesso ao espelho da redação e a nota em cada competência. O material estará disponível no site do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e poderá ser acessado por meio da senha usada na inscrição. Para garantir maior credibilidade ao exame, o modelo de correção foi aprimorado.

De acordo com o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, é importante que o aluno saiba onde estão suas falhas e qual competência teve maior impacto na nota. “Isso é um direito dele e um dever nosso.” A disponibilização atende a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado em janeiro entre o Ministério da Educação e o Ministério Público Federal. As mudanças foram articuladas após problemas apresentados em edições anteriores. No ano passado, por exemplo, um estudante conseguiu mudar a nota final de zero para 880, em uma escala de zero a 1000.