Ceclin
Maio 12, 2015 0 Comentário


Secretários participam de reunião cobrando ações para a segurança no Turismo

astur 1Dialogar para construir atividades turísticas mais seguras em todo os municípios do Estado. Esse é o foco da reunião que aconteceu na manhã do dia 08, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. A iniciativa surgiu a partir de discussões entre integrantes do Contur-PE (Conselho de Turismo), que convocaram a Astur-PE (Associação dos Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo), Empetur e Secretaria de Defesa Social do Estado para unir forças em prol de uma atenção específica para o setor no território pernambucano. Na ocasião, os representantes municipais se dividiram em grupos de acordo com a área de cada Batalhão da Polícia Militar (BPM) formando cinco equipes, e formatando sugestões de melhorias que beneficiarão todo o trade. O evento contou com a participação dos secretários municipais de Limoeiro, André Quirino e Alberto Felipe.

Alguns questionamentos eram comuns a várias cidades. Alberto Felipe, secretário de Segurança Cidadã de Limoeiro, enfatizou que o atendimento da 6ª Companhia da PM, sediada em Limoeiro, sempre é primordial. “Dentro das condições que o Estado dá aos policiais, não temos nenhuma dificuldade de contato, mas sabemos das necessidades de outros locais. Nossa contrapartida será a capacitação de nossa guarda municipal, no que tange a segurança de patrimônios públicos e históricos”, adiantou.

Em Panelas, Orobó e Cabo de Santo Agostinho, por exemplo, a principal reivindicação é o horário do término dos eventos. “No interior, só temos apoio dos policiais militares até às 2h da manhã, acreditamos que isso contribui com a segurança, mas atrapalha a geração de renda informal. E o problema é que esse limite não é o mesmo em outros lugares. Era preciso ser justo com todas as cidades, independentemente de onde estejam”, questionou Elielma Santos, diretora de Turismo de Panelas. Já para Ana Alves, de Igarassu, apresentou a falta de policiamento diário nos pontos turísticos e históricos como dificuldade comum a diversas cidades do Litoral Norte.

Ao final do encontro, um documento com todas as necessidades relatadas foi entregue para a SDS, a Secretaria de Turismo do Estado e a Empetur a fim de que tais considerações sejam atendidas na ocasião da formatação do Pacto de Segurança do Turismo, ainda sem data para lançamento. Também será marcada uma reunião entre as entidades e a Amupe (Associação Municipalista de Pernambuco) para apresentar a proposta e discutir mais detalhes.

com informações da Assessoria.

astur 2