Ceclin
dez 08, 2014 0 Comentário


Reforma administrativa no Estado somente em 2015

Paulo Câmara revelou que mandará o projeto para Alepe apenas em janeiro do próximo ano (Foto: Bruno Campos/ Folha de Pernambuco)

Paulo Câmara revelou que mandará o projeto para Alepe apenas em janeiro do próximo ano (Foto: Bruno Campos/ Folha de Pernambuco)

Blog da Folha

Governador eleito pelo PSB, Paulo Câmara revelou que o projeto de lei para a realização de uma reforma administrativa no Estado deverá ser enviado apenas em janeiro para a Assembleia Legislativa do Estado (Alepe). A proposta é de reduzir o número de secretarias para 20. Atualmente o governo conta com 22.Com o adiamento da entrega da matéria, os deputados estaduais terão duas opções: ou realizarão uma convocação extraordinária e analisarão o PL em dois ou três dias, e receberão um salário a mais nos seus vencimentos; ou realizam uma auto convocação, dispensando as gratificações.

Vale lembrar que se o projeto fosse entregue ainda na gestão do governador João Lyra (PSB), ele seria apreciado antes das férias dos parlamentares, que ocorre justamente em janeiro de 2015. “Só iremos enviar o projeto em janeiro de 2015 quando já estiver tomado posse” resumiu Paulo Câmara, durante a festa do Morro da Conceição, neste domingo (7). O governador eleito esteve presente no local acompanhado da futura primeira dama do Estado, Ana Luiza, e do prefeito Geraldo Julio (PSB), que também esteve ao lado da sua esposa, Cristina Melo.

Paulo Câmara também afirmou que não terá nenhuma novidade na sua equipe de governo. “Os nomes (que vão compor a equipe) está dentro do que sempre nos ajudaram, e também com interesse nos que sempre puderam nos ajudar”, disse.

Mesmo perto da divulgação da sua nova equipe de governo – que deverá revelado até o dia 15 deste mês -, Paulo Câmara disse que só teve “conversas preliminares” com os partidos que fazem parte da Frente Popular e que devem fazer parte da sua administração. “Próxima semana converso com os partidos. Vamos conversar mais detalhadamente”, frisou.