• Ceclin
nov 12, 2019 0 Comentário


Recife e Gravatá sediam IV Festival de Choro João Pernambuco

O Festival do Choro João Pernambuco surgiu da vontade dos músicos instrumentistas pernambucanos de celebrarem o Choro, gênero musical genuinamente brasileiro.  Foto: Divulgação

O Festival do Choro João Pernambuco surgiu da vontade dos músicos instrumentistas pernambucanos de celebrarem o Choro, gênero musical genuinamente brasileiro. Foto: Divulgação

Gravatá será palco para a IV edição do Festival de Choro João Pernambuco. Sob o apoio das prefeituras de Gravatá, Recife, do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – Funcultura e produção de Wagner Stander, o evento terá entrada gratuita e será realizado no Mercado Cultural, nos dias 15 e 16 de novembro.

“O festival sempre acontece em Recife já há três anos, mas queríamos que outras cidades do interior tivessem a oportunidade de apreciar o show. Apesar de não ser tão difundido, o Choro é um ritmo que carrega muito da nossa cultura e é lindo de se ouvir. Gravatá, que já é conhecida pela realização de grandes eventos, não poderia ser um destino melhor. A prefeitura está nos dando todo o apoio e vamos fazer desta uma edição especial”, destacou Wagner Stander.

Na capital pernambucana, o evento é realizado no prédio da Torre Malakof, localizada no Recife Antigo. Para esta edição em Gravatá, o festival homenageará o músico e bandolista brasileiro, Rossini Ferreira, autor de dezenas de letras e que estaria completando 100 anos de idade em 2019, se estivesse vivo. Também serão homenageados os violonistas Dilson Reis, Maximínio Sete Cordas e Nuca Sarmento. Além de artistas da capital, como Dalva Torres e Valmir Chagas, esta edição também contará com a participação do grupo gravataense Chorando em Pé.

O Festival do Choro João Pernambuco surgiu da vontade dos músicos instrumentistas pernambucanos de celebrarem o Choro, gênero musical genuinamente brasileiro. Foi batizado com o nome de um dos mais representativos compositores de Choro do Brasil, João Pernambuco, que ao lado de grandes nomes, como Rossini Ferreira, Luperce Miranda, Quincas Laranjeiras, entre outros, colocaram Pernambuco como um dos mais importantes centros de efervescência do Choro no Brasil.

O objetivo do evento é dar maior visibilidade ao gênero, a seus músicos e torná-lo acessível a um maior número de pessoas, contribuindo para a formação de público e abertura de mercado, mostrando a diversidade no Choro, reverenciando o clássico, promovendo o contemporâneo e proporcionando o intercâmbio entre músicos.

Confira programação completa:

IV FESTIVAL DO CHORO JOÃO PERNAMBUCO

EM RECIFE

ABERTURA: 13/11 às 19h30
LOCAL: Teatro Santa Isabel

ATRAÇÃO: Orquestra Pernambucana de Clarinetes, com participações de Dalva Torres, Bozó 7 Cordas, Betto do Bandolim e dos homenageados Dilson Reis, Maximínio Sete Cordas e Nuca Sarmento.
ENTRADA: 50 reais (inteira) / 25 reais (meia entrada)
Ingressos promocionais 25 reais (preço único)
À venda na bilheteria do teatro. Fone: 81 3355-3322

EM GRAVATÁ

Local: Mercado Cultural de Gravatá
ENTRADA: Gratuita

ATRAÇÕES:

DIA 15/11 a partir das 19h
Grupo Chorando em PE (Gravatá/PE)
Marco César e Grupo (PE)
Dalva Torres (PE)

16/11 a partir das 20h
Mestre Chocho (PE)
Duo Betto do Bandolim & Bozó 7Cordas (PE)
Walmir Chagas (PE)

EM RECIFE

LOCAL: Torre Malakoff (Recife Antigo)
ENTRADA: Gratuita

22/11 a partir das 19h30
Dilson Reis, Maximínio Sete Cordas e Nuca Sarmento (PE)
Vinícius Sarmento (PE)
Henrique Annes & Jehovah da Gaita (PE)

23/11 às 19h

Kiandelê (PE)
Fábio Santos (PE)
Nonato Luiz (CE)
Sopro Fino (PE)

24/11 às 16h
Leandro Tigrão (BA)
Quarteto Pernambuco (PE)
Lucas Telles (MG)
Pedro Amorim (RJ)