Ceclin
fev 15, 2021 0 Comentário


Receita Federal prevê concurso para área Administrativa com 1.310 vagas

Receita Federal precisa de concurso para a área Administrativa. (Foto: Miriam Zomer/Agência AL)

O pedido de concurso da Receita Federal para a área Administrativa reserva mais de 1,3 mil vagas em cargos de médio e superior. Veja!

Um novo concurso Receita Federal é de suma importância e visto com urgência para reforçar as unidades de fronteira e melhorar a arrecadação. Mas, você sabia que o déficit de pessoal também afeta os trabalhos na área de apoio?

Por isso, o pedido de concurso da Receita Federal para a área Administrativa precisa ser autorizado, já que foi solicitado junto com o da Tributária e Aduaneira.

Neste pedido, são 1.310 vagas distribuídas em diversos cargos, que exigem os níveis médio e superior, sendo:

Nível médio

1.000 vagas de assistente técnico-administrativo
Remuneração: R$ 4.137,97  (já com auxílio-alimentação de R$ 458)

Nível superior

quatro vagas para arquiteto
Remuneração: R$ 6.700,41 (já com auxílio-alimentação de R$ 458)
16 vagas para engenheiro
Remuneração: R$ 6.700,41 (já com auxílio-alimentação de R$ 458)
20 vagas de contador;
Remuneração: R$ 6.700,41 (já com auxílio-alimentação de R$ 458)
270 vagas de analista técnico administrativo
Remuneração: R$ 5.490 (já com auxílio-alimentação de R$ 458)
As carreiras proporcionam salários bem atrativos. Somente com o nível médio, o servidor tem a possibilidade de receber ganhos de R$ 4,1 mil, com auxílio-alimentação, mas podendo ainda receber outros benefícios.

As jornadas são de 40 horas semanais para todas as carreiras, que ainda não têm previsão de autorização por parte do Ministério da Economia. Se não autorizado até maio, o órgão poderá renovar ou fazer outro pedido.

O pedido depende de condições orçamentárias e de planejamento, podendo ser autorizado a qualquer momento. O aval é publicado no Diário Oficial da União, com assinatura do ministro Paulo Guedes. O déficit da Receita Federal é grande e um novo concurso é visto como prioridade.

“Informamos que a RFB reiteradamente solicita de autorização de concurso público para provimento de cargos efetivos. Em 2020 a RFB enviou uma solicitação de autorização de concurso público para provimento de cargos efetivos à Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) do Ministério da Economia a fim de suprir parcialmente o déficit de servidores ocorrido nos últimos anos em decorrência dos processos de vacância.”

Último concurso ATA foi realizado em 2014

O último edital de concurso Receita Federal para a área de apoio foi publicado em 2014 sob organização da Escola de Administração Fazendária – ESAF.

Naquela época, foram ofertadas 1.026 vagas para assistente técnico-administrativo (ATA), sendo 960 para ampla concorrência e 66 reservadas às pessoas com deficiência.

A carreira exige o nível médio. A seleção passada teve como valor da taxa de inscrição R$ 62.

O prazo de validade do concurso ATA encerrou-se em 2016. Por isso, não há mais cadastro de reserva válido que possibilite a chamada de excedentes para realizar convocação.

Receita Federal já acumula mais de 20 mil cargos vagos

O déficit de pessoal atrapalha as carreiras de apoio, mas também todas as outras atividades. Recentemente, um levantamento feito por Folha Dirigida constatou que são mais de 22,7 mil cargos vagos nas funções de auditor e analista, ambas de nível superior.

De acordo com dados do Governo Federal, são mais de 22.715 cargos vagos somando as carreiras de auditor e analista. Essas carreiras têm apenas uma média de 37% de cargos ocupados, somando as vacâncias que poderiam estar preenchidas.

Com isso, nem mesmo todo o pedido enviado em 2020 para a equipe econômica seria capaz de suprir esse déficit, já que a Receita Federal pediu somente 3.360 vagas para vários cargos.

Nem mesmo se as 2.050 vagas (para essas carreiras) forem contempladas, suprirá apenas 9% do déficit atual de auditores e analistas, o que hoje é muito pouco perto da grande carência de servidores.

Para ser autorizado, o pedido depende de condições orçamentárias e de planejamento, podendo a autorização sair a qualquer momento.

“Informamos que a RFB reiteradamente solicita de autorização de concurso público para provimento de cargos efetivos. Em 2020 a RFB enviou uma solicitação de autorização de concurso público para provimento de cargos efetivos à Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) do Ministério da Economia a fim de suprir parcialmente o déficit de servidores ocorrido nos últimos anos em decorrência dos processos de vacância”, explica a Receita Federal.

Resumo do concurso Receita Federal
Órgão: Receita Federal
Banca: a definir
Status: pedido confirmado
Cargos: áreas Administrativa e Tributária
Último concurso: 2014
Requisitos: níveis médio e superior
Recentemente, o órgão informou que esse déficit afeta de forma direta as funções do Estado e a população.

“Na contramão da fiscalização, o número de empresas no Brasil não para de crescer. Segundo dados oficiais da RFB, houve um aumento de 17,4% (1.545.242) no número de empresas abertas no primeiro semestre do ano passado comparado ao mesmo período de 2018, quando foram registrados 1.315.151 novas empresas.”

Último concurso RFB para auditor 
No concurso de 2014, também foram oferecidas 278 vagas para auditor-fiscal. A carreira tem o nível superior em qualquer área como requisito.

Os candidatos foram avaliados por provas objetivas e discursivas, que totalizaram 70 questões de múltipla escolha.

No exame, foram cobradas disciplinas de Língua Portuguesa, Espanhol ou Inglês, Raciocínio Lógico, Administração Geral e Pública, Direito (Constitucional, Administrativo e Tributário), Auditoria, Contabilidade Geral e Avançada, Legislação Tributária e Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

Folha Dirigida