Ceclin
jan 05, 2009 0 Comentário


Rapidinhas Esportivas

VITÓRIA

Há menos de uma semana para fazer sua estréia no Campeonato Pernambucano, o Vitória entrou em campo e venceu o Corinthians Alagoano nesse domingo (4), pelo placar de 2×1, em partida amistosa na cidade de Maceió. Vinte jogadores foram relacionados para a partida pelo técnico Pêu Santos, no último compromisso dessa fase de preparação.
O placar começou a ser construído já aos 7 minutos do 1º tempo, com Dinda cobrando pênalti, após troca de passes do ataque tricolor. O segundo gol veio com Sandro Miguel, aos 22 minutos, num torpedo cruzado pela esquerda de ataque próximo a linha da grande área, sem dar nenhuma possibilidade de defesa para o goleiro Veloso do Corinthians Alagoano.
Aos 37 do 1º tempo, Marcio Blot foi expulso, numa tentativa de parar uma triangulação do ataque alagoano dentro da área do Vitória. Na marca do pênalti, o centro-avante Tozim cobrou com perfeição, diminuindo o marcador. Até esse momento, as tentativas de trocas de passes do time do Corinthians eram desarticuladas pela forte marcação do Vitória. Nos minutos finais do primeiro tempo, o Corinthians tentou empatar a partida, mas era barrado pela defesa tricolor.
Na volta do intervalo, com um homem a menos, o Vitória fez algumas alterações e manteve o ritmo do 1º tempo, mas foi mais pressionado pelas laterais; principalmente pela lateral direita com as constantes subidas de Washington, que no primeiro tempo estava apagado.
O resultado agradou aos jogadores e a comissão técnica que utilizará a partida como referência para fazer os últimos ajustes, antes da estréia no sábado (10) contra o Sport, na Ilha do Retiro.
FICHA TÉCNICA:
Corinthians Alagoano 1×2 Vitória (amistoso)
Estádio: Nelson Peixoto Feijó (Maceió)
Data: 4-1-2009 horário: 15h15
Arbitro: José Artur
Assistentes: Fernando Maciel e Tales Augusto
Gols: Vitória: Dinda (7’ 1º tempo), Sandro Miguel (22’ 1º tempo)
Corinthians Alagoano: Tozim (39’ 1º tempo)
Corinthians: Veloso, Ivan, Allan, Selmo Lima (Andrade), Pedrinho; Washington (Marcão), Camilo (Afonso), Fernandinho, Tozim; Ezequiel e Doda.
Técnico: Wanderley Paiva
Vitória: Fernando, Índio (Adriano), Cleiton Surubim, Denis, Sandro Miguel (Gean); Marcio Blot, Silvano, Felipe() , Dinda (Cris); Roger (Marcão)e Hugo (Antonio Carlos).
Técnico: Pêu Santos


NAUTICO

O fim-de-semana foi de reforço para o ataque do Náutico.
A diretoria confirmou a contratação de Somália, que estava no Fluminense. O jogador está resolvendo problemas e só chega ao Recife amanhã, quando será apresentado oficialmente nos Aflitos. Hoje a diretoria quer anunciar mais dois contratados para o setor. Os nomes são mantidos em sigilo, mas a grande novidade pode ser um atleta estrangeiro.
Pouco utilizado no Fluminense, Somália tem 31 anos e assinou contrato até dezembro deste ano. Espera reencontrar no Náutico os bons momentos que viveu antes da grave lesão no joelho direito, no segundo semestre de 2007. “Quando me contundi eu tinha feito oito partidas e marcado nove gols. Como iria ficar de seis a nove meses afastado, era preciso contratar outro atacante. Veio o Washington, que é uma pessoa excepcional e se firmou na equipe. Quando me recuperei, ele estava numa fase excelente”, recorda.
A saída de Washington das Laranjeiras não animou o atacante a permanecer no Fluminense. O desgaste por conta dos salários atrasados é um dos motivos que o jogador alega para sair do clube. Assim como a opinião de ex-atletas do Náutico, entre os quais Ruy e David, influenciaram para Somália acertar com o Timbu. “Eles só me falaram coisas boas, que o ambiente é bacana para trabalhar”, resumiu. Além do Náutico, o atacante revela sondagens de Vasco, Botafogo e também do Sport. Sobre a condição física, Somália está tranqüilo. “Nunca me descuidei por completo nas férias. Sempre freqüento alguma academia e estou bem fisicamente. Claro que ainda não estou na condição ideal de jogo, mas isso consigo rápido”, garantiu.
Além do ataque, o Náutico continua procurando reforços para a defesa e o mo-campo – Vitor Júnior, ex-Sport, é um dos jogadores especulados. “São atletas de qualidade e que interessa a qualquer clube. Por isso é preciso cautela na negociação”, destaca o vice-presidente de futebol, Ricardo Valois.
Para o ataque, o dirigente revela apenas que está conversando com três atletas. “Desses, queremos trazer dois”, diz.
Coletivo – O técnico Roberto Fernandes comandou um jogo-treino contra o juniores ontem, no centro de treinamento Wilson Campos. Os titulares venceram por 4 x 1, gols marcados por Kuki, Anderson Lessa e Gilmar duas vezes – o atacante se reapresentou no sábado. Hoje à tarde o elenco treina nos Aflitos.


SPORT

A dupla de ataque titular do Sport no ano passado é carta fora do
baralho. Depois de descartar Carlinhos Bala, a diretoria rubro-negra desistiu de Roger. O atacante estava liberado pelo São Paulo, mas demorou a responder à proposta apresentada pelo clube pernambucano, que perdeu a paciência. O mesmo acontece com o volante Renan, também vinculado ao time paulista. Amanhã, os dirigentes esperam anunciar três reforços, todos brasileiros que estavam atuando do exterior.
Como esperado, a estréia do Sport no Pernambucano foi antecipada para o sábado, às 16h.A demora de Roger para responder ao Sport durou mais de um mês. Comparada ao contrato do ano passado, a proposta continha um aumento salarial de mais de 50%. Nesse período de negociação, o Fluminense apareceu como concorrente na disputa pelo jogador.
O São Paulo está interessado no volante Arouca e apresentou uma lista de atletas que poderia envolver na negociação, na qual constava o nome de Roger. Desde então o atleta adotou uma postura de indefinição. Na última sexta-feira, os dirigentes rubro-negros deram um ultimato: a proposta só teria validade até a meia-noite. Roger não respondeu e acabou descartado.
O atacante defendeu o Sport em 40 jogos em 2008 e marcou 13 gols. Foi o artilheiro do time na Série A – fez 12 gols – e o terceiro na contagem geral da temporada. A circunstância da desistência de Renan é semelhante. Na última semana o jogador deu entrevistas garantindo que a negociação com o Sport estava concretizada, mas não respondeu oficialmente ao clube. Também recebeu um ultimato, mas permaneceu em silêncio.
Chilenos – Dificilmente o chileno Daniel González vai vestir a camisa do Sport neste ano. O vice-presidente de futebol Guilherme Beltrão destacou que não existe nada de concreto com o atleta, que deu entrevistas em seu país garantindo a sua contratação pelo Leão. Segundo o dirigente, o material analisado não permitiu uma conclusão consistente e, como a aquisição do atleta envolvia um alto investimento, a negociação foi estagnada.
Quanto ao lateral-esquerdo Rodolfo Madrid, 27 anos, o Sport realmente estava interessado, mas o jogador assinou contrato com o União Espanhola-CHI, que não o liberou. Dessa forma, o único reforço oficializado nesse final de semana foi do assistente técnico Carlos Pimentel.
A sua função será observar os adversários rubro-negros. Pimentel ficará em São Paulo. “Ele analisará os adversários para termos uma melhor noção do que iremos enfrentar na Libertadores”, esclareceu o técnico Nelsinho Batista.Dia de posseToma posse hoje o presidente do executivo do Sport, às 19h30, o médico Sílvio Guimarães. A cerimônia acontece no auditório do clube. Antes, às 18h, será celebrada uma missa no térreo da sede. Sílvio derrotou Homero Lacerda na eleição realizada em 16 de dezembro. O atual presidente, Milton Bivar, assume o Conselho Deliberativo.

SANTA

O primeiro teste da gestão Fernando Bezerra Coelho em campo acontece na próxima quarta-feira. A diretoria confirmou o amistoso contra a seleção de Ipojuca. O local e horário ainda não foram definidos. Ontem, o elenco voltou a trabalhar a parte física pela manhã e à tarde.
Trinta jogadores estão na pré-temporada e os zagueiros Bruno e Gilson e o lateral-direito Rafael devem se juntar à delegação hoje. Os três ficaram no Recife para realizar exames médicos.Hoje o técnico Márcio Bittencourt vai realizar o primeiro treino tático no qual começa a esboçar o time da estréia do Estadual.
Quem está na expectativa de ganhar a titularidade é o zagueiro Thiago Matias, 26 anos. O defensor está entre os atletas confiantes num bom desempenho do time na competição local. “O meu objetivo aqui é conquistar títulos. Sempre conquistei títulos nos clubes onde passei e aqui vou trabalhar para que aconteça o mesmo”, diz. Trajetória de taças mas também recheada de dificuldades. “A minha carreira sempre foi feita de desafios. A maioria dos times em que joguei atravessava momentos difíceis. Em 2004, eu cheguei no Londrina quando o clube estava na vice-laterna do estadual. Recuperamos e só fomos eliminados na semifinal”, recorda o zagueiro, campeão da Copa do Brasil pelo Paulista.
Em 2008, ele defendeu o Santo André, vice-campeão da Série B. Quem também está em Ipojuca e espera conquistar espaço na equipe é o volante Manu, último contratado pelo Santa Cruz. O jogador começou a carreira no Corinthians, passou pelo Palmeiras e se tornou profissional no Juventus, clube que defendia há quatro anos – esteve no Recife no ano passado para enfrentar o Náutico pela Copa do Brasil. “O pensamento é ajudar na recuperação do Santa Cruz.
O clube é grande e não pode ficar nesta situação”, destacou. A delegação tricolor só volta ao Recife em 15 de janeiro, após a segunda rodada do Estadual. Fica em Ipojuca até sexta-feira, quando segue para Garanhuns, onde enfrenta o Sete de Setembro na estréia do Estadual próximo domingo. Segue depois direto para Caruaru para enfrentar o Porto.

Por Berg Araújo