Ceclin
out 16, 2008 0 Comentário


RAPIDINHAS ESPORTIVAS

NÁUTICO

O Náutico vai entrar no gramado da Ilha do Retiro, domingo, às 17h10, para o último Clássico dos Clássicos do ano, com um jejum de vitórias de quatro jogos e sem conseguir balançar as redes adversárias há cinco horas e sete minutos. Acrescente-se a isso o agravante da luta contra o rebaixamento. O quadro por si só é desesperador, porém, os próprios jogadores alvirrubros garantiram que não vão entrar em campo com a corda no pescoço.
No treino de ontem à tarde (15), nos Aflitos, a “bruxa” acabou errando o alvo. Quem acabou sofrendo uma entorse no tornozelo direito foi Alceu. Mas como o volante não estava sendo sequer relacionado para o banco de reservas, o fato não chamou muita atenção. Por outro lado, Ticão, que não quis dar entrevista, voltou a treinar com bola, e é mais uma opção para Roberto Fernandes montar a equipe.
O jogador tinha sofrido uma contratura na parte anterior da coxa direita, na semana passada, mas garantiu não sentir mais nenhum incômodo. Hoje, aconteceu mais um treino secreto, com os portões só sendo abertos a partir das 17h.
Ainda ontem (15), o Náutico recebeu uma visita no mínimo curiosa. O índio Tacunham, da tribo de Águas Belas, foi aos Aflitos entregar pessoalmente um presente ao presidente Maurício Cardoso. E fez mais: levou uma esteira de palha e uma garrafa de mel, garantiu que rezaria, assim que retornasse à tribo, para dar sorte ao Náutico no dia da partida. Ainda de acordo com ele, 80% de toda a tribo torce para o Timbu

Sport

Apesar de ocupar a modesta 11ª posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, a fama da defesa rubro-negra é notória entre os 20 clubes que participam do torneio, pois conta com a presença dos nacionalmente respeitados Durval e Magrão. Enquanto isso, no outro lado do duelo, o Náutico passou as últimas semanas convivendo com a fama de time sem pontaria. A firme defesa do Sport, que com 31 gols sofridos é a quinta menos vazada, bate de frente com o fraco desempenho do ataque Timbu, o segundo pior da competição, tendo marcado apenas 29 vezes.
Todavia, em um clássico esse retrospecto deve ser jogado no lixo. Pelo menos é isso que afirma o goleiro Magrão.
Os jogadores dão um algo mais, o resultado depende muito da superação e da atenção aos detalhes.
No último jogo entre as duas equipes, que aconteceu nos Aflitos, no Primeiro Turno do Brasileirão, Durval marcou o segundo gol rubro-negro, além de ajudar o Sport a segurar o ataque do Timbu, que passou em branco na ocasião. Se a oportunidade pintar na área alvirrubra, ele vai fazer de tudo para repetir a dose.
No setor comandado pelos dois personagens dessa matéria, pode estar uma das novidades preparadas pelo técnico Nelsinho Batista. Na parte final do treinamento de ontem, quando os jornalistas puderam acompanhar o coletivo – mais uma vez foi definido pelo atacante Roger, que marcou os gols dos titulares, vencendo por 2 x 0, o time foi escalado no esquema 4-4-2.
Durval e Igor formaram a dupla de zaga e Sandro Goiano formou um trio de volantes, ao lado de Andrade e Júnior Maranhão. Resta saber se é mais uma tentativa do treinador de despistar os alvirrubros. A dúvida vai ser dissipada amanhã (17), já que o treinador leonino confirmou que vai divulgar a escalação da sua equipe após o treino.
INGRESSOS

Serão vendidos a partir das 9h de amanhã, nos Aflitos e na Ilha do Retiro, os ingressos para o clássico de domingo. Seguem os preços: sócio e estudante pagam R$ 15; a arquibancada custa R$ 30. O bilhete para assento especial, cadeira da ampliação e cadeira para sócio custa R$ 35. O valor da cadeira para não-sócio é de R$ 60. Do total de bilhetes à venda, 3.200 serão destinados à torcida do Náutico. Desta carga, 2 mil serão para arquibancada, 600 para as cadeiras, e outros 600 para os estudantes.

Bittencourt apresenta dois discursos

E tome novela. Quando todos pensavam estar assistindo ao último capítulo da história sobre quem será o técnico do Santa Cruz, ao escutar de maneira oficial do próprio presidente coral, Fernando Bezerra Coelho, na última terça-feira, confirmando Márcio Bittencourt como novo treinador do Mais Querido, eis que o personagem principal da história resolve prorrogar um pouco mais o desfecho da novela. E como todo bom ator, Bittencourt, atualmente no Ipatinga, parece estar exercendo as suas qualidades artísticas nessa negociação, deixando a entender para a imprensa mineira de que não virá comandar o Mais Querido. Por outro lado, em entrevista por telefone com a reportagem de Pernambuco, falou praticamente certo como novo treinador do Santa Cruz.

Após a imprensa pernambucana divulgar o anúncio feito pelo mandatário tricolor, Bittencourt convocou uma coletiva ontem e acabou contradizendo os dirigentes pernambucanos, afirmando que houve apenas duas conversas com Bezerra Coelho, porém, não havia fechado acordo algum, nem verbal, tampouco documental, com a Cobra Coral.
O ex-treinador do Corinthians disse ainda nessa coletiva para a imprensa mineira que recebeu várias propostas de outras equipes, inclusive do Santa Cruz, mas que está estudando todas elas para se decidir, havendo até uma possibilidade de continuar no Tigre, caso evite o rebaixamento do time do Vale do Aço. “Eu só tenho contrato com um clube, que se chama Ipatinga. Conversar não quer dizer acertar”, disse Bittencourt à imprensa mineira.

Por outro lado, acredita-se que a estratégia adotada pelo técnico é uma forma de não gerar um mal estar no clube, principalmente nessa reta final da Série A, já que, neste exato momento, uma das principais metas de Márcio é evitar o rebaixamento do Ipatinga.
Eu entendo a situação dele, já que ainda restam nove rodadas da Série A, e ele tem o seu objetivo final do ano. Mas o contrato será assinado, no mais tardar, sexta-feira (amanhã)”, declarou Bezerra Coelho, informando que toda a documentação contratual está sendo cuidada por um escritório de advocacia de São Paulo.
REUNIÃO
Acontece hoje, às 19h, no auditório do clube, a primeira reunião do Conselho Deliberativo do Santa Cruz na Era Fernando Bezerra Coelho. Uma das principais medidas que o presidente do conselho, o desembargador Bartolomeu Bueno, irá propor é o aumento da cota de contribuição. O motivo é a enxugada no quadro – passou de 430 para 250 conselheiros. A cota mensal atual, de R$ 100, passaria para R$ 200.

por Berg Araújo,

de volta das férias. Sempre nas quintas e segundas-feira.