Ceclin
jul 15, 2008 1 Comentário


Rapidinhas Esportivas

SPORT

Poderia ter sido um placar mais elástico, não fossem as diversas chances desperdiçadas pelo ataque rubro-negro. O Náutico também deu alguns lampejos de que teria chance de virar mais uma vez o placar, mas quem acabou sorrindo no final de mais um Clássico dos Clássicos foi a torcida do Sport. Com a vitória de 2×1 em cima do Náutico, com gols de Carlinhos Bala (que finalmente jogou bem) e Durval, no domingo, no estádio dos Aflitos, o Leão não só se afastou da zona do rebaixamento como também voltou a vencer fora de casa, após um jejum de três meses.
Com os três pontos computados, o Sport subiu para a décima primeira colocação, com 14 pontos. Já o Náutico foi beneficiado com a combinação dos outros resultados e permaneceu, ao final da 11ª rodada do Brasileiro da Série A, na mesma sexta posição, com 17. Na próxima quarta-feira, as equipes voltarão a campo mais uma vez. Enquanto os rubro-negros enfrentarão o Grêmio, na Ilha do Retiro, os alvirrubros terão pela frente a Portuguesa, em São Paulo.

Náutico
Eduardo; João Paulo, Vagner, Negretti e Everaldo; Ticão (Gilmar), Radamés, Paulo Santos e Geraldo (Helton); Felipe (Tiago) e Wellington

Técnico: Leandro Machado
Sport
Magrão; Igor, Durval e Gabriel (César); Diogo, Daniel Paulista, Sandro Goiano, Fumagalli (Luciano Henrique) e Dutra; Carlinhos Bala e Leandro Machado (Enílton)
Técnico: Nelsinho Batista
Local: Aflitos (Recife)
Árbitro: Wilson Souza de Mendonça (PE)
Assistentes: Jossemmar José Diniz Moutinho e José Pedro Wanderlei (ambos de PE)
Gols: Carlinhos Bala (aos dez do 1ºT) e Durval (aos três do 2ºT)
Cartões amarelos: Vagner, Everaldo e Wellington (Náutico). Leandro Machado (Sport)
Público: 19.141 Renda: R$ 251.025,00

NAUTICO

Como não poderia ser diferente, após a derrota para o Sport, a cabeça do técnico Leandro Machado voltou a ser colocada em xeque. Até o fechamento desta edição, toda a atual diretoria alvirrubra, com alguns ex-presidentes, esteve reunida na sala da presidência para decidir o futuro do comandante. Mas ninguém confirmou nada. Nem se ele permaneceria, tampouco se seria demitido. Na segunda-feira, o mandatário Maurício Cardoso terá uma conversa com o treinador. Mesmo sem nenhuma confirmação oficial, tudo indica que a Era Machado no Náutico poderá ser dada como encerrada nas próximas horas. Pintado, que foi demitido na semana passada do São Caetano, e Roberto Fernandes, que está ameaçado no Atlético/PR, são alguns dos nomes cotados para o cargo.
Informações de bastidores dão conta que todo o colegiado de futebol estaria a favor da saída de Machado do comando alvirrubro. Porém, Maurício Cardoso estava irredutível. Mas o ex-presidente André Campos teria o aconselhado a optar pela saída do treinador. Além de Campos, estiveram presentes na reunião o ex-mandatário Ricardo Valois, além dos diretores de futebol Sérgio Lins e Gustavo Rêgo.
Quando todos saíram da sala, o futuro de Machado ainda, pelo menos não oficialmente, não tinha sido definido. Cardoso não quis dar entrevistas. Ele apenas disse: “Não vou falar com vocês (da Imprensa) antes de conversar com o técnico”. Para quem não lembra, no ano passado, o Náutico demitiu o técnico PC Gusmão, após os 4×1 sofridos na Ilha do Retiro.

SANTA

Alerta vermelho acionado nas Repúblicas Independentes do Arruda. Empolgado após conquistar a primeira vitória no Brasileirão da Série C, diante do Central, em casa, o Santa Cruz foi até Mossoró com a missão de conseguir um bom resultado e permanecer na zona de classificação para a segunda fase, porém, a equipe coral acabou humilhada, no domingo, pelo fraco time do Potiguar/RN, sendo goleada por 3×0, no Nogueirão. Por conta da derrota, o Tricolor caiu para a terceira posição do Grupo 5, com três pontos ganhos, saiu da área de acesso à fase seguinte e já começa a sentir o pesadelo da Série D batendo a sua porta. Servindo de alento para os tricolores, dos três próximos jogos restantes na primeira fase da Terceirona, o Mais Querido joga dois dentro de casa, sendo a primeira já neste domingo (20), novamente diante Potiguar, desta vez, no Arruda.


Potiguar/RN

Mondragon; André Borges, Lúcio, Paulão e Bigu; Adriano, Haroldo (Ricardo Braz), Max e Diogo; Marcelo Dias e Paulo Rangel
Técnico: Miluir Macedo
Santa Cruz
Glédson (Jaílson); Marcos Vinícius, Gonçalves, Leandro Biton e Esquerdinha (Neílton); Alexandre Oliveira, Garrinchinha, Ribinha (Rafael Oliveira) e Juninho; Patrick e Edmundo
Técnico: Fito Neves
Local: Nogueirão (em Mossoró, Rio Grande do Norte)
Árbitro: Arílson Bispo da Anunciação (BA)
Assistentes: Luiz Carlos Bezerra e José da Silva Sobrinho (ambos de RN)Gols: Bigu (aos 27 do 1ºT), Paulo Rangel (aos 14 do 2ºT) e Marcelo Dias (aos 19 do 2ºT)
Cartões amarelos: Lúcio, Paulo Rangel e Bigu (Potiguar). Patrick e Leandro Biton (Santa)
Público: 2.726 Renda : 14.570

por Berg Araújo.