Ceclin
out 21, 2008 22 Comentários


RAPIDINHAS DO BLOG

“A democracia não é para eleger os melhores, e sim para impedir que os piores permaneçam no poder”. Carl Popper, filósofo alemão.

A política já mereceu grandes citações de grandes homens. Eis algumas delas: “A política é um assunto sério demais para deixar com os políticos”, disse Charles De Gaulle. Já Nikita Kruschev soltou: “Os políticos são iguais em toda parte. Prometem construir uma ponte até onde não existe rio”. E tem William Shakespeare: “Ele não sabe coisa alguma, e pensa que sabe tudo. Isso indica claramente uma carreira política”.

Vamos as esperadinhas…

Eduardo Campos já previa

Três semanas antes da eleição de 05 de outubro esteve junto em Audiência o deputado Elias Lira (DEM) com o governador de Pernambuco – Eduardo Campos (PSB), aliado de Aglaílson e Dedé. O Palácio convocou o deputado democrata para uma conversa onde expôs sua preocupação de que Vitória precisa consolidar a fase pós Sadia, explicitando as ações do governo para a região. O prefeito, já eleito, Elias Lira, garantiu a Dudu, na ocasião, que iria se esforçar, caso chegasse a Prefeitura de Vitória pela terceira vez, para consolidar estes investimentos estrangeiros na cidade.

Novo encontro

Fontes já indicam que há agendado um novo encontro entre o governador Eduardo Campos (PSB) com o prefeito eleito de Vitória, Elias Lira (DEM). A pauta da audiência se dará em torno dos projetos que o democrata já dispõe assim que assumir o governo e servirá ainda para estreitar os laços positivos que o democrata tem com o socialista, conforme garantido com a postura de neutralidade que Elias Lira sempre assumiu na Assembléia Legislativa durante este período da administração do Governo de Eduardo.

Novo ciclo

Tudo indica, a depender da Comissão de Transição da equipe do prefeito eleito Elias Lira de que este não repetirá o Secretariado dos seus dois últimos governos e os de Breckenfeld na prefeitura local. Segundo fontes, o prefeito Elias Lira sabe que Vitória está em outro momento político e não buscará uma equipe caseira. Há uma vontade, afirmaram, de montar uma equipe altamente técnica, ousada e empreendedora para superar a administração do ex-prefeito José Aglaílson. “Os antigos Secretários não dispõe deste perfil que Elias quer fazer neste novo governo”, confabularam.

Governabilidade garantida

Segundo as articulações de bastidores, o prefeito eleito Elias Lira não terá dificuldades para fazer maioria na Câmara Municipal de Vereadores. Dos 11 vereadores eleitos, 05 são de sua base política. Já há conversas consolidadas em atrair mais três vereadores de outro palanque na Casa para dá sustentação política ao governo de Elias Lira e Henrique Filho.

“Segurem o homem!”

Por duas vezes na semana passada o vereador eleito José Aglaílson (PSB) falou ao vivo em suas emissoras de rádio afirmando que Elias Lira não irá assumir a prefeitura e que o prefeito seria Dedé. Ele alega que entrou com um pedido judicial para invalidar a eleição, contudo, não apresentou as provas cabais para isso.
Segundo informação de gente do PSB, parentes do ex-prefeito têm pedido para que ele parasse de afirmar isso e deixasse a cargo dos advogados. Contudo, ninguém consegue segurar o homem. A depender dos últimos acontecimentos políticos na cidade, quanto mais se toca na “ferida da eleição” mais há o desgaste político do grupo do PSB. Só é acompanhar o que a imprensa pernambucana fala a respeito.

Todos negados

Todos os pedidos de investigação eleitoral solicitados ao TRE local pelo partido do prefeito Dedé não foram aceitos. O Juiz Eleitoral e o Ministério Público da 18ª Zona da Vitória de Sto. Antão indeferiu os pedidos de “recontagem de votos (!?)”, nova eleição e o afastamento do Juiz. Segundo parecer judicial nenhum destes tiveram embasamento jurídico e provas satisfatórias que indicassem o atendimento do pedido. Comenta-se que a peça judicial é uma “obra de ficção, de levianas acusações e de ‘achismos’ sem precedentes”, relatou a fonte que trabalha no meio judiciário.

As surpresas desta eleição

Dentre os inúmeros fatos surpreendentes do resultado proporcional desta eleição, destacaria três nomes: o resultado do vereador eleito pela primeira vez, o Irmão Duda de Pacas (PSDC), que obteve 2.861 votos, sendo o terceiro mais votado. Do mais, a surpresa das urnas da votação de Beto do Pró-Asfalto (PT) com 1.400 votos; e de Edinho do bairro de Água Branca (PMN) com 1.684 votos.

Revista do Instituto

Durante visita que fez, no início deste mês, ao Conselho Estadual de Cultura, o vice-presidente da entidade, jornalista Marcus Prado, fez a entrega de um exemplar da Revista do Instituto Histórico e Geográfico da Vitória de Sto. Antão, ao presidente do Tribunal de Justiça de PE, Desembargador Jones Figueiredo. Na oportunidade, o visitante salientou seu apreço à cidade da Vitória, terra natal do Dr. Aluísio Xavier, de quem era amigo.

Lançamento da Revista

A Revista do Instituto Histórico será lançado no Recife em sua 14º edição, no dia 28 de outubro, às 10:00 horas, no Auditório Renato Carneiro Campos, do Conselho Estadual de Cultura, oportunidade em que a Sra. Áurea Ferrer, matriarca da família fundadora da PITU, o grupo empresarial JB, a Secretaria Estadual de Turismo, o poeta Marcus Accioly, o Instituto Maximiano Campos, entre outros, receberão o diploma comemorativo do tombamento da cachaça como Patrimônio Imaterial da Vitória. Local: Rua Oliveira Lima, 813 – Boa Vista, Recife.

Frase: “Nossa percepção de mundo é função de nossos medos mentais. Nós enxergamos aquilo que estamos preparados para enxergar”. De Peter Senge.

Por Lissandro Nascimento.