Ceclin
nov 10, 2015 0 Comentário


Radialista é assassinado em Lagoa do Itaenga

Colegas afirmam que Israel Silva vinha sofrendo ameaças de morte

Colegas afirmam que Israel Silva vinha sofrendo ameaças de morte

atualizado às 15 horas

O radialista Israel Silva, foi assassinado a tiros na manhã desta terça-feira (10), no Município de Lagoa do Itaenga, Zona da Mata de Pernambuco. O crime aconteceu dentro de uma loja localizada em frente ao Fórum local, no Centro da cidade. A vítima tinha acabado de deixar os filhos no colégio, quando foi morto com quatro tiros de arma de fogo.

Colegas do radialista que atuam em uma rádio comunitária, informaram que Israel tinha uma postura crítica, principalmente em relação aos políticos da área, e vinha sofrendo ameaças de morte.

Além de comunicador, Israel Gonçalves da Silva, era funcionário público, lotado na Guarda Municipal. Na Rádio Comunitária Itaenga FM, ele tinha um programa voltado para os problemas da cidade. Na sessão Microfone Aberto, ele dava espaço para a população fazer suas reivindicações diretamente às autoridades e colaborava como correspondente do Portal A Voz da Vitória. O velório acontece na Câmara de Vereadores do Município e o sepultamento está marcado para às 16h. desta quarta-feira (11) no Cemitério local.

SUSPEITOS

Ainda na manhã desta terça-feira (10) foram detidos quatro suspeitos da morte do Radialista Israel Silva em Lagoa do Itaenga. Um menor que é suspeito da prática do crime já está detido e ainda outro adolescente foi apreendido. Outros dois rapazes de maior idade foram presos, sendo um deles foragido da Justiça. Os adultos são: Adeilson de Albuquerque Geraldo, de 21 anos, José Adailton dos Santos, 24.

O Delegado local, João Gaspar, afirmou a imprensa que ainda é cedo para definir as possíveis motivações e autoria deste crime. Contudo, acredita que a análise das câmeras de segurança na localidade do crime possam ajudar a elucidar os possíveis algozes. “Temos uma linha de investigação, contudo não podemos adiantar para não atrapalhar as investigações”, adiantou.

Operação Conjunta da  PM e Polícia Civil detêm quatro suspeitos. Foto: Voz da Mata Norte

Operação Conjunta da PM e Polícia Civil detêm quatro suspeitos. Foto: Voz da Mata Norte