• Ceclin
dez 31, 2011 48 Comentários


PSD quer fazer 90% das alianças com o PSB

Será possível uma composição do PSD (de Lira) com o PSB (dos Aglaílson) em Vitória?

 

Jornal do Commercio

A prova de fogo do PSD será na eleição do próximo ano, com a estreia do partido nas urnas. Contudo, a expectativa dos filiados é bastante positiva, já que a sigla conta com a bênção do governador Eduardo Campos (PSB). É com o partido dele, inclusive, que o PSD firmará, pelo menos, 90% das suas parcerias para composição de chapas em 2012. “Essa aliança faz parte de um projeto nacional”, comentou André de Paula, presidente do PSD estadual, ontem, durante confraternização do partido.

Atualmente, o PSD conta com 20 prefeitos em cidades de Pernambuco. Desses, 18 buscarão a reeleição. O partido apostará, ainda, em outros 40 nomes para as disputas majoritárias. Seguindo a tendência nacional, em que PSB e PSD dialogam bem, o PSD pernambucano apostará nessa dobradinha. Até porque o presidente nacional dos socialistas é o governador do Estado. Em Vitória de Santo Antão (Zona da Mata) e Cumaru (Agreste), por exemplo, candidatos a prefeito serão do PSD e os vices, do PSB. Já em Triunfo e Santa Filomena (Ambas no Sertão) ocorrerá o contrário.

No Recife, há o entendimento de que o PSD “está independente”. Inclusive, porque o PSB ainda aguarda o imbróglio do PT para definir se lançará ou não candidato. Assim, o PSD já anunciou André de Paula como nome do partido para a disputa, candidatura que pode se concretizar ou não. “Reconheço que lançar candidato contribui para o fortalecimento do partido, por isso não posso deixar de colocar o meu nome. Time que não joga não tem torcida. Mas a decisão só será tomada mais para frente”, afirmou André.