• Ceclin
nov 30, 2017 0 Comentário


Projetos culturais de três vitorienses são aprovados no Funcultura PE

Funcultura aprova Projetos Culturais de Pablo Dantas, Hérika Araújo e Cleiton Santiago, com implementações nas cidades de Vitória, Glória e Caruaru. Fotos: Arquivo

Funcultura aprova Projetos Culturais de Pablo Dantas, Hérika Araújo e Cleiton Santiago, com implementações nas cidades de Vitória, Glória e Caruaru. Fotos: Arquivo

Os produtores Pablo Dantas, Hérika Araújo e Cleiton Santiago aprovam projetos no Funcultura; somados chegam cerca de R$ 330 mil 

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, tornou público na quarta-feira (29/11), a lista dos projetos aprovados do edital do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – Funcultura Geral 2016/2017.  Serão mais 266 projetos culturais a serem desenvolvidos no Estado, fomentando as cadeias produtivas e fortalecendo ainda mais a nossa cultura. Neste Edital foram inscritos 1.488 projetos. Destes, 1.309 projetos foram habilitados para julgamento do mérito cultural, envolvendo o valor de R$ 17.196.553,85 milhões.

Resultado de uma produção cultural que incrementa a cena com muito teatro, cinema, música, literatura, dentre outros, Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, alcança mais um destaque no setor, em razão do esforço empreendedor de artistas e produtores que desenvolvem um bom trabalho no Município.

Anúncio oficial foi realizado nesta quarta-feira, 29/11

Anúncio oficial foi realizado nesta quarta-feira, 29/11

Por sua vez, Vitória ainda não dispõe de recursos próprios destinados a produção cultural local, apesar de ter um Plano Municipal de Cultura criado pelo Conselho da cidade. O que resta em termos de Política Cultural para os artistas locais buscarem é o Funcultura PE que, por sinal, é o maior edital público do setor no Norte/Nordeste.

Precisamente três produtores vitorienses constam na lista dos aprovados do Funcultura 2016-2017. Pablo Dantas aprovou um projeto denominado “Mamulengo Nova Geração – 10 Anos de Arte Popular”; cuja intervenção visa à manutenção das atividades no Museu do Mamulengo em Glória do Goitá, na Mata Norte. Vale frisar que a iniciativa foi aprovada pela segunda vez. “É uma alegria contribuir com a perpetuação da cultura popular, pois tenho um interesse muito grande pela criatividade do povo brasileiro”, salientou Pablo.

Também contemplada pelo edital, a Produtora Cultural Hérika Araújo conquistou a aprovação de dois projetos: “Acorda Mata Sul” e o “Viv’Artes”. O primeiro pretende realizar um circuito de palestras na região da Mata Sul para discutir a produção cultural local e criar soluções para o seu pleno desenvolvimento. O segundo projeto irá revitalizar um espaço público em Vitória para criar uma grande galeria de artes para os artistas vitorienses. Ousadia pura!

O terceiro vitoriense apto ao Funcultura, o Produtor Cleiton Santiago aprovou o “Projeto Nordeste: Pernambuco em Cena”. Trata-se de uma montagem de teatro para adultos, com foco principal na cultura popular nordestina. Para Cleiton “o espetáculo terá a participação de atores e artistas da cidade de Vitória e Caruaru, numa construção conjunta que quebra as barreiras territoriais”, sintetizou.

Essas produções e talentos somados aos quatro projetos totalizam cerca de R$ 330 mil em investimentos para esta edição.

 

 LEIA TAMBÉM:

- Vitoriense Fernandes Rodrigues é premiado em seleção nacional do Ministério da Cultura