Ceclin
jan 14, 2011 0 Comentário


Projeto beneficiará cerca de 90 mil famílias pernambucanas que vivem da agricultura

Folha de Pernambuco

Cerca de 90 mil famílias pernambucanas que vivem da agricultura familiar serão beneficiadas com investimentos na ordem de US$ 135,2 milhões provenientes do projeto Pernambuco Rural Sustentável, encabeçado pela Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do Estado, em parceria com o Banco Mundial (BIRD).
Os recursos – US$ 100 milhões do BIRD e US$ 35,2 milhões do Estado – irão intensificar ainda mais os investimentos implementados através do Prorural.

O projeto prevê ações em três direções: estímulo ao associativismo, melhoria da infraestrutura básica para a produção e destinação dos produtos, garantia de recursos para uma gestão comercial. Para acertar os detalhes da implementação do projeto, estiveram reunidos na tarde de ontem, na sede da pasta, o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ra­mos, o secretário executivo, Jo­sé Patriota, e o representante do BIRD, Edward Bresnian.

Segundo o secretário Ranilson Ramos, as ações já terão início a partir do primeiro semestre deste ano e deverão ser executadas em até seis anos. “Esse programa vai alcançar as 12 regiões de Pernambuco e um total de 180 municípios. Com ele, vamos avançar muito mais com os trabalhos já realizados pelo Prorural, que vem trazendo sus­­tentabilidade a investimentos rurais produtivos”, afirmou.

Ranilson Ramos afirmou ainda que o projeto vai aliar toda a cadeia produtiva dos agricultores familiares. “Eles não vão apenas produzir, mas comercializar seus produtos. Vamos inseri-los cada vez mais nos programas de aquisição de alimentos do governo”, disse.

A missão do BIRD deverá retornar ao Estado entre os dias 31 de janeiro e 4 de fevereiro para tratar dos contratos bilaterais. “A assinatura do primeiro termo de compromisso dará ao Governo do Estado o aval para começar a investir 10% do valor total para o 1º semestre”, acrescentou.