Ceclin
abr 07, 2022 0 Comentário


Programa da Secretaria de Saúde e Bem-Estar da Vitória fica em primeiro lugar em premiação da OPAS/OMS

O Programa Saúde no Campo da Prefeitura da Vitória de Santo Antão conquistou o primeiro lugar da categoria Organização dos Serviços de APS para o atendimento integral do Prêmio APS Forte no SUS nesta quinta-feira (07.04). A premiação, que ocorreu em Brasília, é uma iniciativa do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial da Saúde no Brasil, que premia iniciativas inovadoras na Atenção Primária à Saúde, valorizando ações que ampliam o acesso do Sistema Único de Saúde no País.

Projetos das mais diversas regiões do Brasil foram inscritos, sendo selecionadas para a etapa final apenas 12 experiências. O Saúde no Campo de Vitória ganhou destaque por garantir o acesso à saúde as populações de zonas rurais, o que ainda é um desafio. “Vitória é um município com cerca de 13% da população residindo em área rural e sentíamos que era preciso ampliar o acesso desse público à qualidade de vida, isso perpassa pela saúde. Isso demostra que nossa gestão está presente tanto na cidade como no campo”, destaca o prefeito Paulo Roberto (MDB).

O programa vitoriense foi implementado no segundo quadrimestre de 2021. “De forma itinerante vamos visitando periodicamente regiões da zona rural para levar o atendimento multiprofissional e a ações em parceria com outros setores como assistência social, cultura, educação. Isso sempre respeitando as singularidades desse locais e seus moradores”, explica a secretária de Saúde e Bem-Estar, Bruna Dornelas.

A premiação contou ainda com outros quatros eixos, sendo eles Integralidade e Equidade, Atenção Integral nos Ciclos de Vida e Promoção da Saúde. Esta é a terceira edição da iniciativa, que também celebrou o Dia Mundial da Saúde. A premiação contou com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e da representante da OPAS no Brasil, Socorro Gross.