Ceclin
dez 02, 2022 0 Comentário


Programa apoia geração de renda de adolescentes e jovens em Pombos

Primos de Pombos participaram do Projeto. Foto: Divulgação

Iniciativa da OSC Giral oferece orientação e financiamento para iniciar pequenos negócios

Com o programa Adolescentes e Jovens Transformando o Campo e a Cidade, a OSC Giral está apoiando iniciativas de empreendedorismo no Município de Pombos, no Agreste de Pernambuco, a 60 quilômetros do Recife.

Os projetos são enquadrados em serviços, comércio e atividade agrícola e está beneficiando, neste primeiro ano, 50 participantes entre 16 e 21 anos.

“Desde a sua fundação, há 15 anos, a Giral apoia iniciativas de geração de renda. Sabemos o quanto é importante apoiar a juventude nesse caminho e que essa transformação é ampla e impacta a comunidade e a sociedade”, comenta o presidente da instituição, Leonildo Moura. Os projetos aprovados recebem mentoria para serem desenvolvidos e o investimento de R$ 900 para as primeiras aquisições.

Um dos projetos que mais chama atenção é de apicultura. Pombos, a terra do abacaxi, não tem tradição no manejo de abelhas, mas tem potencial para a atividade. “São três jovens envolvidos nesse projeto, que tem muito potencial para dar certo. Com a verba inicial, foi possível adquirir os instrumentos necessários e eles também receberam suporte técnico”, comenta Leonildo.

Trio de apicultores
Coordenadora pedagógica do projeto, a agrônoma Isabela Lima explica que o trio de apicultores – os primos Tamires, João Vitor e Vinícius, que têm entre 18 e 20 anos – moram na comunidade de Mocós, na área rural de Pombos. “Eles participaram de uma capacitação em apicultura há um ano, mas faltava a formação técnica para conduzir o negócio e saber como usar os recursos”, conta.

Pombos não tem tradição na apicultura, mas tem condições ideais para a cultura. Na família desses jovens empreendedores, os avós já tinham feito o manejo de abelhas, mas tudo muito rudimentar.

Segundo Isabela, Tamires, João e Vinicius foram selecionados pelo projeto e iniciaram a formação. “Desde o início, eles já tinham uma ideia muito clara de que queriam apicultura e que queriam trabalhar juntos”. Na capacitação, aprenderam como trabalhar, técnicas de educação financeira e de tecnologia dentro da realidade rural.

Ao apresentar o projeto, com introdução, objetivo, resultados esperados e tabela de orçamento, eles foram aprovados e receberam os recursos, um total de R$ 2.700. Com o valor, adquiriram Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) voltados ao manejo dos abelhas, caixas para apreensão dos insetos, fumegadores e outros equipamentos. Em três meses, já conseguem vender mel.

Todos os projetos contemplados passaram por um comitê gestor formado por secretários da Prefeitura de Pombos, que é parceira do programa, além de entidades como o Centro de Mulheres local e técnicos. A avaliação leva em conta a viabilidade dos projetos, analisando a ideia, orientando a condução e projetando resultados. Há ainda projetos na área de Beleza (cabeleireiro e manicure), Empreendedorismo Social (que trabalha a autoestima feminina) e artesanato.

A iniciativa tem apoio do Programa Amigo de Valor, do Santander, que viabiliza iniciativas voltadas a crianças e adolescentes de todo País com recursos de doações do Imposto de Renda.