Ceclin
jun 04, 2018 0 Comentário


Profissionais da Educação em Vitória se despedem de Alcione Santana

Professora Alcione Santana

por Lissandro Nascimento

Com uma personalidade vibrante, instigadora e pró-ativa, apaixonada pelas atividades políticas e pelo campo educacional que abraçou como atividade principal em sua vida, a Professora Maria Alcione Bezerra de Santana faleceu aos 53 anos, no último sábado (02/6), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Restauração (HR), em Recife.

Nascida em 22 de janeiro de 1965, Alcione Santana possuía formação em Pedagogia, pós-graduada em Educação Infantil e especialista na aplicação do Braile (sistema de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão). Há seis meses, havia se aposentado como professora da Rede Municipal de Ensino da Prefeitura da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata pernambucana. Durante sua carreira profissional exerceu supervisão, coordenadoria de ensino e também foi Diretora do Anexo do Colégio Municipal 03 de Agosto (na Praça do Anjo), na gestão do ex-prefeito José Aglailson. Contudo, determinada em seguir atuando aceitou contrato na Educação de Jaboatão dos Guararapes e já iria exercer uma supervisão de ensino na Prefeitura do Recife por contrato temporário, porém, uma grave queda da varanda do seu primeiro andar da casa em que morava no Bairro Universitário, na Matriz, em Vitória, suspendeu seguir adiante.

O acidente ocorreu no início do ultimo mês de maio quando a mesma foi jogar a chave para uma visita que a aguardava no térreo de sua residência, pelo qual diante de uma varanda com piso molhado, acabou desequilibrando e caiu do primeiro andar sob um veículo estacionado. Com graves traumas, sobretudo na cabeça e costas, ficou sob os cuidados da equipe médica do HR, inclusive com suspeitas de ficar tetraplégica. Logo adiante, não resistiu a uma trombose pulmonar, falecendo no último dia 02.

Professora Alcione Santana, Vitória de Sto. Antão PE

Seu sepultamento ocorreu no início da tarde do domingo (03), no Cemitério São Sebastião, em Vitória. Despediram-se durante o velório dezenas de profissionais do setor da Educação, familiares, além de políticos, amigos e estudantes. “Alcione se foi, mas deixa entre nós um bonito exemplo de mulher guerreira, altiva, sincera, determinada em seus propósitos, gentil e ao mesmo tempo persistente na defesa dos direitos e de boas oportunidades para todos”, declarou durante o ato fúnebre, Alkeíres Joseane, companheira da professora.

A triste notícia deixou muita gente atônita, muitos por não saber do ocorrido, pois Alcione era bastante conhecida em diversos segmentos na cidade. Ela deixa uma filha e uma neta. A rede social da professora na internet atesta a pessoa espontânea e alegre que era em encarar o cotidiano humano, todavia, uma frase que compartilhou uns dias antes do acidente conforma sua despedida…

Em duas palavras posso resumir tudo que aprendi sobre a vida: “ela continua!”