Ceclin
jun 05, 2013 0 Comentário


Professores particulares fazem assembleia hoje e podem entrar em greve por tempo indeterminado

(Foto: internet).

Diário de Pernambuco

Os professores da rede particular de ensino de Pernambuco podem entrar em greve por tempo indeterminado, deixando sem aulas cerca de 500 mil estudantes. A decisão será tomada em assembleias simultâneas que serão realizadas nesta quarta-feira nas cidades de Recife, Caruaru, Petrolina e Limoeiro. No Recife, a reunião acontece no Centro Social da Soledade, no bairro da Soledade.

De acordo com o coordenador geral do Sindicato dos Professores de Pernambuco (Sinpro), Jackson Bezerra,a categoria já encontra-se em estado de greve e deve resolver hoje quando vai iniciar a paralização. Ainda segundo o sindicalista, a reunião realizada na tarde de ontem com a classe patronal, na sede do no Ministério Público, não apresentou avanço nas negociações.Segundo ele, os donos de colégios não aceitam a proposta de reajuste salarial de 7%.

Os professores reivindicam unificação dos pisos em R$ 12 por hora/aula, vale-alimentação de R$ 15, bonificação de 30% em ano de Bienal do Livro em Pernambuco para compra de exemplares, assinatura de jornais e revistas para as salas dos professores, e planos de saúde. A categoria também pede redução do número de alunos nas salas de aula e pagamento de 15% de hora extra por atividades realizadas fora da sala de aula, como correção de provas e preparação das aulas. As negociações começaram em abril e, na semana passada, os professores apresentaram uma contra-proposta.