Ceclin
mar 10, 2009 0 Comentário


Procurado suspeito de matar ex-companheira

DIEGO MENDES

Os investigadores da Polícia Civil, que trabalham em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, estão mobilizados para descobrir o paradeiro do ex-marido de Cida Maria da Silva, de 36 anos. A mulher teria sido morta por ele, no último domingo, 8 de março, data em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher.
O crime aconteceu pela manhã, quando a vítima estava na companhia de dois filhos menores de idade, na casa onde morava, na rua Padre Adelfonso de Farias Castro, no Bairro Novo, próximo ao centro daquela cidade. Segundo os policiais, o homem efetuou vários disparos contra a ex-esposa e saiu sem dizer nada.
De acordo com um dos investigadores da Delegacia de Gravatá, que não podem se identificar devido à função, o acusado pelo crime já teria praticado outro assassinato, mas respondia em liberdade. Segundo o policial, o esconderijo de Luciano Américo Domingos está prestes a ser descoberto. “Estamos na cola dele e acreditamos que conseguiremos capturá-lo o mais rápido possível”, disse.
Sobre o homicídio que Luciano responde em liberdade, o agente Sandro Barreto, da mesma delegacia, explicou que o crime aconteceu também em Gravatá, só que no ano passado. “Ele responde em liberdade pela morte de um mototaxista. Esse assassinato aconteceu em 2008”, explicou.
O agente ainda contou, baseado no relato de testemunhas, como o acusado teria matado Cida Maria da Silva. “Conforme consta no Boletim de Ocorrência (BO), Luciano Domingos disparou contra a ex-companheira na frente dos filhos dela, que são duas crianças. Logo em seguida, saiu calado e até agora está foragido”, disse Barreto.

(Folha de Pernambuco).