Ceclin
dez 06, 2021 0 Comentário


Pesquisa do Procon-PE aponta queda na cesta básica de Gravatá e Vitória

Mas o impacto sobre o salário mínimo permanece mais de 50% na Região Metropolitana do Recife

A pesquisa da cesta básica realizada por fiscais do Procon Pernambuco na Região Metropolitana do Recife (RMR) e nos municípios de Goiana, Gravatá, Vitória de Santo Antão, Carpina e Palmares demonstrou uma queda no valor em comparação com o mês de outubro. Na RMR, a cesta passou de R$ 573,11, em outubro, para R$ 557,88, no mês de novembro, apresentando uma queda percentual de 2,66%. Mesmo com o declínio, a cesta básica nessa região continua impactando o salário mínimo do consumidor, chegando a  50,72% em novembro deste ano.

Em comparação à pesquisa do órgão realizada em novembro de 2020, o valor da cesta era de R$ 498,32, o que correspondia a 47,69% do salário mínimo. O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, ressalta o trabalho desta gestão em colaborar com a população para uma economia mais justa e favorável, tanto para os fornecedores quanto para os consumidores. A pesquisa da cesta básica realizada pelo Procon Pernambuco é um instrumento para a população usar em favor da sua economia.

A pesquisa da cesta básica monitora o total de 27 itens, sendo 19 de alimentação, quatro de limpeza doméstica e quatro de higiene pessoal. O custo das despesas setorizadas referente a novembro são de: R$ 518,21 para alimentação, cerca de 93% do valor total; R$ 20,05 para limpeza  doméstica (4%); e R$ 19,62 para higiene pessoal(3%). Os fiscais do órgão passam por 75 estabelecimentos, onde são comparados os valores, considerando as diferenciações entre os estabelecimentos pesquisados e maiores e menores valores encontrados.

O órgão destaca também o comparativo dos preços por estabelecimentos. Um quilo da cebola, por exemplo, registra uma diferença de 301,52% entre o menor e maior preço. O alimento foi encontrado por R$ 1,98 em um local e R$ 7,95 em outro. Se comparado ao mês anterior, o quilo da cebola apresentou um aumento de 24,53%, de R$ 1,59, para R$ 1,98. Já o leite em pó integral apresenta uma queda de 14,93% em comparação ao mês de outubro. 200 gramas do produto custava R$ 4,69, e em novembro foi encontrado por R$ 3,99.

A pesquisa é calculada com base em uma família de quatro pessoas. Mais dados comparativos são disponibilizados no site do Procon-PE (www.procon.pe.gov.br).